• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Campeã mais jovem do mundial de skate é uma brasileira de 11 anos

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      06/08/19 às 14h28

A maranhense Rayssa Leal é conhecida como "Fadinha", e conquistou pela primeira vez o Mundial de Skate Street (SLS). Tudo isso com apenas 11 anos de idade! "Estou tão feliz. Me lembro quando sonhei de apenas participar e, hoje, eu conquistei o primeiro lugar. Não posso acreditar, foi incrível. Estou sonhando? Muito obrigada", publicou em seu perfil no Instagram. Além de brasileiríssima, ela se tornou a atleta mais jovem a conseguir esse feito. Importante lembrar também que a etapa contou pontos para o ranking olímpico. Essa é a primeira vez que a modalidade fará parte do programa dos Jogos Olímpicos de Tóquio/Japão (2020). Muitas coisas acontecendo de uma vez, não é? É recorde e novidade que não acaba mais! A campeã mais jovem do mundial de skate é uma brasileira de 11 anos!

A paulista Pâmela Rosa terminou em segundo, enquanto a norte-americana Alana Smith fechou o pódio. Além disso, a também brasileira e tetracampeã Leticia Bufoni terminou a final em sexto lugar. Rayssa disputou uma etapa do maior campeonato do mundo de skate - modalidade street - apenas pela terceira vez desde então. No percurso final, a garota acertou todas as suas cinco tentativas de manobras. Obteve, assim, notas 4.8, 5.4, 7.0, 6.1 e 4.7. A soma resultou em sua primeira colocação.

É do Brasil!

"Nossa, estou sem palavras de poder, na minha terceira Street League, estar no pódio com minhas amigas que eu me inspiro muito (…) Esse troféu foi para o meu irmão", disse a garotinha após a grande conquista. A maranhense Rayssa Leal, conhecida como "Fadinha", fez história e carregou o nome do Brasil consigo. A campeã mais jovem do mundial de skate é uma brasileira de 11 anos.

Ela venceu a etapa do Mundial de Skate Street em Los Angeles, na Califórnia. Como se não bastasse, essa etapa do mundial conta pontos para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontecerão na capital japonesa de 24 de julho a 9 de agosto de 2020.

Na semifinal da Street League, o Brasil ainda esteve presente em 17º lugar com Isabelly Ávilla, em 19º lugar com Gabi Mazetto, em 23º com Marina Gabriela, em 26º com Virginia Fortes Aguas e em 30º com Karen Feitosa.

O destaque na equipe masculina foi o jovem Giovanni Vianna, que participava do campeonato pela primeira vez desde então. Ele conseguiu chegar na final, mas terminou a disputa na quarta colocação. De qualquer maneira, foi o melhor entre os brasileiros da disputa.

Street League Skateboarding

A campeã mais jovem do mundial de skate é uma brasileira de 11 anos! Porém, vamos entender melhor essa competição? Street League Skateboarding é uma série competitiva de skate profissional. A liga conta com 25 skatistas que competem pelo maior prêmio monetário da história do skate.

Fundado pelo skatista profissional Rob Dyrdek em 2010, o Street League Skateboarding (SLS) foi criado para promover o crescimento, a popularidade e a aceitação do skate de rua em todo o mundo.

Desde então, o SLS evoluiu para se tornar uma plataforma que serve para estimular a comunidade de skate. Além de educar os fãs ávidos e capacitar as comunidades através de sua própria Fundação SLS.

Em cada evento do SLS, as arenas são transformadas em praças de skate de concreto personalizadas, desafiando os profissionais a serem inovadores e levando a progressão do skate a novos picos. Nesse ínterim, competem pela ranking principal.

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+