Curiosidades

15 imagens tristes que mostram os locais olímpicos abandonados após as Olimpíadas

0

Os Jogos Olímpicos são um evento multi esportivo global que têm suas edições de inverno e verão. Milhares de atletas de vários países participam de várias competições defendendo suas nações. Atualmente, os jogos são feitos a cada quatro anos, sendo sempre em anos pares, e alternando suas edições entre inverno e verão.

No começo dos tempos, os Jogos Olímpicos da Antiguidade foram realizados na cidade de Olímpia na Grécia, desde o século VIII a.C. até o século V d.C. E desde essa época até os dias de hoje, algumas coisas mudaram. Sediar as Olimpíadas é uma honra para o país, mas também significa que ele terá grandes despesas já que é a nação sede é quem terá que pagar a conta do maior evento esportivo do mundo.

A quantia que os países gastam com os jogos é absurda. Para se ter uma ideia, Pequim gastou 40 bilhões de dólares quando sediou as Olimpíadas em 2008, a Rússia desembolsou 51 bilhões para os Jogos de Inverno em 2014, o Brasil ultrapassou os 40 bilhões de reais quando os Jogos aconteceram por aqui, em 2016.

E o que esses países têm em comum é que todos construíram grandes instalações para os jogos. Vários lugares de Pequim definharam, o Parque Olímpico da Rússia, que já teve o seu momento reluzente, hoje em dia é uma cidade fantasma depois que os jogos aconteceram. E os estádios brasileiros eram uma esperança muito grande, mas logo que os holofotes e câmeras de todo o mundo pararam de apontar para eles, essa esperança se frustou assim que as olimpíadas acabaram. Obras abandonadas são um problema, independente do país onde essa situação ocorra.

O Brasil é um grande exemplo disso. Logo depois de grandes eventos que aconteceram no país, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, uma das consequências, quase que inevitável, é o possível abandono das obras realizadas para sediar os jogos. Muitas dessas obras acabam não tendo utilidade para a comunidade depois do fim dos jogos e se deterioram com o tempo, ao invés de servir à população do país que sediou eventos tão grandiosos. Ou ainda, continuam funcionando mas para atender interesses de grupos específicos e que se aproveitam dessas edificações feitas, muitas vezes, com dinheiro de toda a população.

O descaso e o desgaste do tempo tomaram o melhor dessas instalações, que uma vez no passado receberam milhares de pessoas e atletas. Hoje várias delas não passam de lugares abandonados e mau aproveitados. Fizemos aqui uma lista desses lugares para mostrar o quão tristes eles estão depois de passarem as Olimpíadas.

1 – Centro aquático, Rio de Janeiro, Brasil

1 164 600x407, Fatos Desconhecidos

2 – Torre de Salto de Esqui, Itália

2 115 600x436, Fatos Desconhecidos

3 – Trilha do Bobsled, Bósnia e Herzegovina

3 87 386x500, Fatos Desconhecidos

4 – Estádio de beisebol, Grécia

4 66 600x407, Fatos Desconhecidos

5 – Vila Olímpica, Bósnia e Herzegovina

5 56 600x407, Fatos Desconhecidos

6 – Torre de Salto de Esqui, Bósnia e Herzegovina

6 53 600x407, Fatos Desconhecidos

7 – Local de voleibol de praia, Pequim

7 55 600x390, Fatos Desconhecidos

8 – Piscina principal, Grécia

8 33 600x400, Fatos Desconhecidos

9 – Piscina Olímpica, Alemanha

9 13 600x373, Fatos Desconhecidos

10 – Complexo Esportivo Olímpico, Bósnia e Herzegovina

10 43 600x388, Fatos Desconhecidos

11 – Piscina de treinamento, Grécia

11 12 600x407, Fatos Desconhecidos

12 – Torre de Salto de Esqui, França

12 7 600x338, Fatos Desconhecidos

13 – Estádio Central, Rússia

13 7 600x407, Fatos Desconhecidos

14 – Centro de Canoagem e Caiaque Slalom, Grécia

14 6 600x399, Fatos Desconhecidos

15 – Trilha do Bobsled, Bósnia e Herzegovina

15 6 600x407, Fatos Desconhecidos

 

O que aconteceu entre 5 e 14 de outubro de 1582?

Matéria anterior

Estudo revela porque colocar uvas no microondas gera pequenas explosões de plasma

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos