Curiosidades

Cidade mais fria da Rússia recebeu dois meses de neve em cinco dias. O resultado é surreal

0

Neve, em um país tropical como o nosso, é artigo de luxo. Isso porque são raras as regiões brasileiras em que o frio é suficiente, para permitir que o frio seja tão rigoroso ao ponto de nevar. Apesar disso, em outros países da América, inclusive na América do Sul, o inverno é bastante rigoroso e presenteia as pessoas com belíssimas paisagens, com cobertores brancos que se estendem, desde os telhados das casas até os gramados, e assim por diante.

Mesmo assim, a maioria de nós não faz ideia de como é viver e conviver com a neve. Talvez por isso, é que várias pessoas sonham com um natal com neve, como nós vemos no filme.

Mas assim como praticamente tudo na vida, a realidade de viver com a neve não é tão mágica e tranquila igual a que vemos nos filmes. Em Norilsk, cidade mais ao norte da Rússia, as pessoas enfrentam uma escuridão contínua, durante 45 dias todos os anos. Além da falta de luz solar, as temperaturas na cidade podem chegar até -31,3º Celsius em fevereiro.

Neve

Não bastando, agora a cidade está sendo sufocada por uma constante queda de neve de cinco dias. De acordo com o que o centro de hidrometeorológioco de Krasnoyarsk informou, aconteceu uma queda de 194% da  precipitação mensal apenas  na última semana.

Além da imensa quantidade de neve caindo, os moradores de Norilsk também têm que lidar com rajadas de vento geladas, que podem chegar até 97 quilômetros por hora.

Mesmo lendo sobre a enorme quantidade de neve que caiu, nós podemos não ter uma noção visual do que isso quer dizer. Então, as fotos brancas e geladas da cidade com certeza falam mais que mil palavras. Por mais divertido que as fotos possam parecer, é difícil imaginar como as pessoas da cidade conseguem viver assim.

Por exemplo, ter que desenterrar seu carro de dentro da neve e ter as ruas “varridas” por tratores, para que seja possível andar por elas. Do mesmo modo, até esperar por um ônibus exige uma habilidade de sobrevivência fora do normal.

Mais frio

A cidade de Norilsk fica a 320 quilômetros ao norte do Círculo Ártico. Ela é conhecida como um lugar de extremos brutais. A cidade é o lugar mais frio e mais escuro da Rússia.

Os moradores dessa cidade estão enfrentando uma noite sem fim do inverno polar, desde o começo de dezembro. A noite em Norilsk geralmente dura de 30 de novembro a 13 de janeiro. E além da cidade, que tem aproximadamente 175 mil habitantes, existe também o deserto desabitado do norte da Sibéria.

Para se ter uma ideia da severidade do frio nessa cidade, os taxis autônomos têm se tornado um negócio em expansão. Até porque é muito frio para andar fora de casa, mesmo que em distâncias curtas.

Claro que a cidade tem ônibus, mas esperar o veículo chegar pode ser uma tarefa impossível. Por isso, não é uma coisa incomum que as pessoas se escondam em alguma loja perto, até o ônibus chegar.

Cientistas inventam microscópio que pode examinar o crânio humano

Matéria anterior

Primeiro caso de ‘superfungo’ mortal e resistente a medicamentos é encontrado no Brasil

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos