Curiosidades

Cientistas dizem que essa dica simples pode melhorar sua memória

0

Não é preciso um cérebro extraordinário para ficar melhor em lembrar de coisas. De técnicas usadas por campeões de memória a fundamentos de como garantir o sono suficiente e manter comportamentos saudáveis, praticamente qualquer pessoa que queira ter uma memória melhor tem uma variedade de ferramentas à sua disposição – algumas das quais provavelmente já usaram.

Truques para melhorar a memória

Simplesmente revisitar um fato recém-aprendido, a definição de uma palavra ou alguma outra informação pode ajudar a reforçar a memória do fato. Além disso, ferramentas e processos podem reforçar a retenção desses detalhes.

Desse modo, dispositivos mnemônicos são maneiras de melhorar a memória, que podem envolver o ato de elaborar – conectar o que se está tentando lembrar a outras informações na memória –, de organizar detalhes a serem lembrados com mais eficiência na memória e de fazer uso da visualização mental. Exemplos de mnemônicos incluem:

  • Formar uma série de palavras em um acrônimo ou uma série de letras em um acróstico;
  • Agrupar itens a serem lembrados em categorias (como vários tipos de alimentos, ao lembrar o que comprar no supermercado);
  • Criar um palácio da memória: visualizar uma série de objetos, eventos ou outras coisas que aparecem em um espaço físico familiar (como um cômodo de casa), onde cada um representa algo a ser lembrado; também chamado de método dos loci.

Além disso, prestar mais atenção aos detalhes no momento pode tornar mais fácil lembrá-los mais tarde. Minimizar distrações e evitar multitarefas enquanto aprende informações também pode ajudar na lembrança.

Melhoras no dia a dia

Foto: Science Photo Library/Getty Images

Alguém pode melhorar deliberadamente sua capacidade de lembrar a longo prazo? Embora fatores como sono e atividade física oportuna e suficiente possam ajudar a capacidade de memória de uma pessoa neurologicamente saudável, as evidências de abordagens como suplementos ou jogos cerebrais são muitas vezes mistas.

Quais são algumas maneiras básicas de melhorar sua capacidade de memória a longo prazo?

Além de uma variedade de estratégias (como dispositivos mnemônicos e outros mencionados acima) para melhorar sua memória a curto prazo, é importante esforçar-se para viver um estilo de vida saudável e ativo. Isso porque pode ajudar a preservar a capacidade de retenção de informação ao longo do tempo.

Então, envolve-se em desafios mentais regulares, exercita-se rotineiramente, dorme o suficiente e come bem. Reduzir o estresse na vida diária também pode ajudar na memória.

O sono pode me ajudar a lembrar?

Pensa-se que o sono desempenha um papel importante na consolidação das memórias. Sendo assim, há evidências de que as pessoas que dormem logo depois de estudar novas informações são mais propensas a recordá-las mais tarde do que aquelas que as estudam e permanecem acordadas.

Memórias de procedimentos (memória para habilidades físicas, por exemplo), bem como memórias de experiências e de novos conhecimentos, parecem se beneficiar do sono. Consequentemente, não priorizar o sono (ou lutar com ele outros motivos) pode significar uma chance perdida de consolidação ideal da memória.

O exercício é bom para a memória?

Além de ter benefícios de longo prazo para a capacidade de memória, o exercício bem cronometrado pode aumentar imediatamente a memória para novas informações sob algumas condições. A pesquisa descobriu que o treino cardiovascular de intensidade moderada a alta antes ou depois de um período de aprendizado aumentou a lembrança das informações aprendidas.

Quais alimentos ajudam?

Legumes, nozes, frutas vermelhas, feijão, azeite, grãos integrais, peixes e outros alimentos nutritivos são elementos da dieta mediterrânea e da dieta DASH (Abordagens Dietéticas para Parar a Hipertensão), que foram estudadas por seus potenciais efeitos positivos a longo prazo sobre a saúde do cérebro.

As pessoas que, ao longo de vários anos, seguiram uma dieta que misturava elementos de ambos apresentaram risco reduzido de doença de Alzheimer, da qual a perda de memória é um componente. A mesma dieta aconselha limitar o consumo de carne vermelha, manteiga e margarina, queijo, doces e frituras ou fast food.

Fonte: Gizmodo

Cobra engolindo um ovo “gigantesco” é registrado em vídeo

Artigo anterior

Ele foi vendido pelo pai e reencontrou sua família 39 anos depois

Próximo artigo

Comentários

Comentários não permitido