• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Como as prostitutas da Idade Média se cuidavam para não engravidar?

POR Mateus Graff    EM História      12/02/18 às 12h45

Já fizemos uma matéria com os 9 métodos contraceptivos mais perturbadores da história. Mas vem cá, todo mundo sabe que na Idade Média existiam as prostitutas, até porque, como dizem por aí, é a profissão mais antiga do mundo. Se elas faziam sexo e na época não existia preservativos, como é que elas faziam para não engravidar? Imaginamos que poucas pessoas já devem ter pensando nisso.

Naquele tempo, as mulheres que "vendiam seus corpos" tinham que enfrentar muitos desafios, como a falta de higiene e a proteção contraceptiva. Mas como elas faziam isso? Bom, isso é o que a Fatos Desconhecidos vai mostrar para vocês nessa matéria.

As técnicas das prostitutas da Idade Média para evitar a gravidez

As prostitutas da Idade Média eram muito mais exposta do que hoje. As doenças sexualmente transmissíveis e a gravidez indesejada eram obstáculos que foram superados por elas. É claro que essas mulheres engravidavam, isso era algo inevitável. No entanto, existem histórias que afirmam que as prostituas eram inférteis graças à sujeira extra que ficava acumulada no útero, sugerindo que as prostitutas desenvolveram métodos agressivos de contracepção.

Sabe-se também que algumas mulheres se especializaram no fornecimento de ervas abortivas. Em um caso que acontece na Alemanha, no século dezesseis, uma ex-prostituta era conhecida por fornecer para outras mulheres ervas para "restaurar" a menstruação mensal.

Ruth Mazo Karras, um dos mais importantes pesquisadores da prostituição na Idade Média, sugere outra opção, que os especialistas aprovam. John Rykener é um caso raro de um homem travesti acusado de prostituição. No seu testemunho judicial, ele relatou que nenhum dos seus clientes tinha ideia de que ele era realmente um homem. Isso sugere que as prostituas influenciavam seus clientes, oferecendo-os sexo não vaginal na hora do programa, o famoso "pela porta de trás".

Além disso, em uma escavação arqueológica de Ashkelon, foi descoberto uma casa de banho romana onde foram encontrados muitos esqueletos de bebês que chegaram a nascer vivos, mas morreram pouco tempo depois. Os arqueólogos postularam que essa casa de banho era o local de prostituição e as crianças era vítimas de infanticídios.

Outra coisa mais antiga, usada em 300 a.C., foi a esponja contraceptiva. Era uma esponja que era inserida na vagina e absorvia o esperma, evitando a concepção.

Mas e vocês, tinham ideia de como as prostituas evitavam a gravidez na Idade Média? Comentem!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+