• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Ela foi conhecida como a garotinha mais forte do mundo e é assim que ela está hoje

POR Jesus Galvão    EM Entretenimento      13/03/19 às 23h23

Todos nós temos algum tipo de talento e algo a oferecer ao mundo. Alguns cantam, outros dançam, outros são verdadeiros gênios da matemática, enquanto outros são atletas incríveis. Embora seja mais comum descobrirmos certos talentos quando já somos maiores, algumas pessoas despertam suas habilidades quando ainda são muito jovens.

E foi o que aconteceu com essa jovem ucraniana. Varya Akulova, nasceu em janeiro de 1992 em Kryvyi Rih, no sudeste da Ucrânia e, antes mesmo de começar a andar, seus pais já haviam percebido o quão especial ela era.

A pequena notável

A mãe de Varya, Larissa, era professora, e seu pai, Uri, era um artista circense aposentado. A menina era filha única e muito amada por seus pais. Seu pai acreditava firmemente que seu primeiro filho seria um menino. Ele sonhava em poder juntar o garoto ao circo com um dueto entre pai e filho.

Mesmo estando muito feliz com o nascimento de sua filha, seu sonho havia sido arruinado. Ao menos era isso o que ele acreditava no início. Varya, mesmo quando muito pequena, conseguiu mostrar a todos que não havia vindo nesse mundo à toa. Enquanto a maioria dos bebês estava começando a despertar suas habilidades motoras, a menina já era capaz de se levantar sozinha.

Com apenas 1 ano de idade, Varya já começava a demonstrar uma incrível força em seus braços e mãos. Assim que Uri percebeu que sua filha era um verdadeiro presente dos céus, seu sonho de se juntar ao circo em um dueto com sua prole, ressurgiu. E a coisa se tornou ainda mais especial, pois agora ele dividiria os palcos com sua filha.

Aos 3 anos de idade, Varya e seu pai já estavam se apresentando. No começo, a menina realizava apenas algumas rotinas de acrobacias e ginástica. Mas em pouco tempo, a menina já estava elaborando apresentações mais elaboradas e difíceis.

Com 5 anos, ela já fazia alguns números de acrobacias e levantamento de pesos. Neste ponto, Varya começava a chamar toda a atenção do show para si mesma. Seu pai era o seu treinador e se certificava de que ela estava realizando tudo da melhor forma possível para que não se machucasse.

As dificuldades e a superação

Durante os anos 1990, a economia em crise na Ucrânia acertou em cheio as famílias, e em especial os artistas de circo, como os pais de Varya, que sentiram a crise como ninguém. Quando não estavam viajando com o circo, eles viviam em um apartamento minúsculo em cima de um bar. O único banheiro que eles tinham era um que ficava no estabelecimento.

Entretanto, isso nunca os desencorajou e Varya e seu pai continuavam a treinar. Apesar da dieta, que consistia basicamente de macarrão e pão, a menina continuava a ganhar uma impressionante força e que não se limitava de forma alguma à suas proezas físicas.

Depois que dois homens mexeram com Varya quando ela desceu até o bar para usar o banheiro e ela precisou bater neles, a família decidiu se mudar e fizeram da pequena escadaria de um ginásio, o seu novo lar. Eles dormiam amontoados em um colchão durante a noite e treinavam no ginásio durante o dia.

Aos 8 anos de idade, pesando 88 quilos, Varya estabeleceu um novo recorde do Guinnes World Record ao conseguir levantar cerca de 220 quilos. E isso era muito impressionante para uma criança. Mas a jovem não parou por aí.

Um ano depois de conseguir estabelecer o novo recorde, sua família finalmente conseguiu se mudar para um novo apartamento. Pela primeira vez, Varya teria seu próprio quarto. No apartamento ainda havia espaço para eles montarem um pequeno ginásio onde ela pudesse treinar em casa.

Aos 10 anos de idade, a menina a ucraniana viajava o mundo, se apresentando e chocando as pessoas com sua incrível força. Em 2006, aos 14 anos de idade, ela surpreendeu as pessoas quando foi capaz de levantar aproximadamente 300 kg. E isso lhe rendeu um segundo recorde mundial no Guinness.

Ao longo de sua vida, a menina ouviu muitas coisas ruins, principalmente de homens que ficavam gritando coisas horríveis durante suas apresentações, como: "nenhum homem jamais se casaria com uma mulher forte". Mas Varya nunca deu muita moral para esses comentários, e tão forte quanto a sua força física, era sua determinação.

Em 2012, Varya foi rejeitada nas Olimpíadas de Londres uma vez que o comitê julgou que seria um problema seu pai ser seu treinador. Então, Varya ingressou na faculdade. Em 2018, já trabalhava como preparadora física, enquanto continuava a estudar.

Muitas pessoas criticaram a forma como Varya foi criada, mas quando ela olha para seu passado, a ucraniana se sente muito grata por ter tido tais experiências e acredita que a educação que recebeu a transformou na mulher forte que é hoje. "Eu só gostaria de poder ser maior, muito grande... como meu pai", disse ela em uma entrevista recente.

A menina mais forte do mundo agora tem 27 anos, e apesar de medir apenas 1,5 de altura e pesar 40 kg, sua força é gigantesca e sua atitude perante a vida é a mais positiva que possamos imaginar. Além disso, seu nome continua a inspirar pessoas no mundo todo.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   LifeBuzz  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+