• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 atletas olímpicos que cometeram graves crimes

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      04/10/18 às 14h52

Competir em uma Olimpíada é sem dúvida o maior sonho e um dos maiores momentos na vida de um atleta. E, para isso, muitos anos de treinos e dedicação são necessários. Eles precisam superar seus limites físicos e até mesmo emocionais para conseguirem alcançar seus objetivos e conseguirem atingir a maior posição em um pódio.

Muitos de nós encontram nesses guerreiros inspiração e os veem como um verdadeiro exemplo para os jovens e para a sociedade em geral. Entretanto, assim como qualquer outra mortal, os atletas também cometem erros e alguns deles até mesmo crimes. Pensando nisso, preparamos para vocês uma lista de atletas olímpicos que cometeram crimes graves e que você provavelmente não sabia. Confira!

1 - Ryan Lochte

Durante os jogos olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, o nadador estadunidense Ryan Lotche e outros três nadadores teriam sido assaltados. Ao menos foi que eles contaram ao mundo em uma entrevista à NBC. No entanto, no assalto "os bandidos" não teriam levado seu celular, nem as credenciais da Olimpíada do nadador. Uma investigação da polícia local não encontrou nenhuma evidência de que esse assalto tivesse ocorrido.

Na verdade, eles descobriram imagens de um circuito de segurança de um posto de gasolina, o qual os atletas estavam vandalizando. A pessoa que teria apontado uma arma para Lochte e seus companheiros, como ele contou na entrevista, teria sido o guarda da segurança do local. A polícia acusou os atletas de comunicarem um falso crime às autoridades. Entretanto, eles já haviam deixado o país.

2 - Alex de Jesús

O boxeador porto-riquenho, Alex de Jesús, já ganhou muitos prêmios e competições ao redor do mundo. Quando Alex voltou a Porto-Rico após os Jogos Olímpicos de Verão de 2004, agora como um atleta profissional bem sucedido, ainda venceu outras 20 lutas. Em 2010, entretanto, as coisas começaram a ficar nebulosas na vida do atleta.

Naquele ano, o lutador foi preso e condenado a mais de quatro anos de prisão por violência doméstica e porte de arma. Quando foi solto, ele retomou sua carreira como boxeador. Em 2016, a madrasta de Alex abriu uma queixa criminal contra o atleta por agressão. Algumas horas depois que a polícia emitiu um mandado de prisão contra Alex, ele foi baleado enquanto caminhava pelas ruas.

3 - Michael Phelps

Phelps já competiu em cinco Olimpíadas, ganhou muitas medalhas de ouro e se tornou um verdadeiro ícone da natação. Mas uma de suas maiores batalhas foi vencer o Álcool. Em 2004, a polícia do estado de Maryland, nos EUA, o pegou na cidade dirigindo sob influência da substância. Como o nadador tinha menos de 21 anos de idade, ele recebeu uma sentença de 18 meses em liberdade vigiada.

Em setembro de 2014, dez anos depois da primeira ocorrência, Phelps foi preso novamente por dirigir sob influência de álcool. Em um teste sanguíneo, o atleta atingiu um indicador muito acima do limite legal. Phelps recebeu outros 18 meses de liberdade vigiada e teve que procurar tratamento e ir a reuniões dos Alcoólicos Anônimos.

4 - Riddick Bowe

Riddick Bowe foi um grande campeão peso-pesado de boxe durante os anos 1990. Em 1998, a carreira de Bowe começou a tomar outros rumos. Na esperança de voltar com sua ex-mulher, Judy, Bowe a sequestrou junto de seus cinco filhos. Numa parada em um restaurante, Judy teria conseguido ligar para um parente e pedido a ele que acionasse à policia.

O boxeador foi então preso poucas horas depois do ocorrido. Em seu julgamento, o advogado de Bowe, atestado por um psiquiatra, alegou danos cerebrais devido às pancadas que recebeu durante suas lutas. Em 2000, Riddick Bowe foi condenado a 30 dias de prisão, seis meses de prisão domiciliar, quatro anos em liberdade vigiada e ele deveria fazer tratamento médico devido as supostas lesões cerebrais.

5 - Dick Boushka

Embora fosse considerado uma grande estrela do basquete estadunidense, Dick Boushka, nunca jogou na NBA. Dando outros rumos a sua carreira, ele se tornou presidente de uma companhia petrolífera, além de ser responsável pela construção de uma pista de corrida de cães no Kansas. Aos 69 anos, em 2004, um juiz condenou Boushka a 70 meses de prisão por fraude bancária, 70 meses por falsas informações em um contrato de crédito e outros 60 meses por omitir informações durante a venda de um título.

6 - Doug Northway

Doug Northway foi por três vezes campeão olímpico. Depois que se aposentou, ele se tornou professor de natação e pastor em Tucson, no Arizona, EUA. Mas em 1995, uma aluna de 9 anos acusou Northway de tentar acariciá-la. A polícia foi acionada e uma investigação se instaurou. Doug foi julgado por tentativa de abuso sexual infantil. O juiz então o sentenciou a quatro meses de prisão e ele foi registrado como agressor sexual.

7 -  Tim Montgomery

Tim Montgomery já esteve entre as pessoas mais velozes da Terra. Ele foi conquistou uma medalha de ouro e uma de prata nas Olimpíadas de Sydney, na Austrália, em 2000. Algum tempo depois, o nome de Montgomery voltou a ser notícia quando foi vinculado à um laboratório investigado por fornecer medicações para aumentar o desempenho de atletas. Em 2005, Montgomery foi afastado do esporte por 2 anos.

Mais tarde o atleta se juntou a Steve Riddick e teria bolado um esquema de fraude que teria rendido a eles cerca de 1,7 milhão de dólares. Ambos foram pegos e sentenciados à 46 meses de prisão. Enquanto os atletas recorriam à sentença, Montgomery foi preso vendendo cocaína, o que acabou acrescentando mais 5 anos a sua sentença.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+