Curiosidades

Empresas defendem a ideia de PIX pago

0

O Banco Central criou o PIX em 2020. Ele foi criado como uma alternativa para fazer e receber pagamentos de uma forma bem mais rápida, até porque, ele é um sistema de pagamento instantâneo. Desde a sua criação ele realmente revolucionou a forma como as pessoas pagam umas as outras. E atualmente, o PIX é o segundo meio de pagamento preferido das pessoas no nosso país.

Por ser uma forma de pagamento tão popular, não é de se espantar que ele também mude com o tempo, ou que as empresas queiram começar a ganhar em cima dele. Tanto é que os setores beneficiados pela desoneração dos impostos sobre a folha de pagamentos estão tentando incluir um imposto que banque a preferência pelo PIX.

Para explicar essa decisão tomada por eles, eles pontuam que a desoneração está prevista para acabar em 31 de dezembro. Contudo, essa não é uma solução muito bem aceita e está tendo uma resistência no Congresso Nacional. O pedido pelas empresas é que um imposto sobre a movimentação financeira com alíquota de 0,11% seja colocado até mesmo no PIX.

Imposto sobre o PIX

Olhar digital

Claro que essa mudança não é bem vista pelas pessoas que usam esse tipo de transação. Se isso for aprovado, como afetará o bolso das pessoas? A realidade é que ele não iria pesar tanto para aqueles que fazem poucas transferências por PIX. Para se ter uma ideia, se a pessoa fizesse um PIX de 100 reais, ela pagaria 0,11 centavos de imposto. E se a transação fosse de 1.000 reais, esse imposto seria de R$ 1,10.

De acordo com os setores que querem esse imposto, por conta da desoneração sobre a folha de pagamento, as empresas acabam pagando menos pela contratação formal dos funcionários.

Mas calma que ainda não é o momento de se desesperar e achar que esse imposto virará uma realidade logo menos. Isso porque ainda não existe nada muito certo. No entanto, a pauta deve ganhar força no Congresso porque uma solução precisa ser tomada até o fim do ano.

Hoje em dia, essa desoneração beneficia 17 setores. Com ela, as empresas podem substituir a contribuição previdenciária de 20% sobre os salários dos funcionários por uma alíquota sobre a receita bruta. Com isso, a porcentagem dela varia entre 1 e 4,5%.

Os políticos que estão envolvidos na reforma tributária disseram que não irão considerar o imposto sobre essa movimentação, em outras palavras, o PIX não teria esse imposto.

Mudanças

Foregon

O imposto sobre o PIX pode ainda não ser uma realidade e um projeto que pode ou não acontecer no fim do ano. No entanto, esse tipo de transação teve mudanças que começaram a ser válidas desde janeiro desse ano.

Por conta dessas regras, os limites do PIX também sofreram alterações. Por exemplo, agora irá ser possível transferir todo o limite diário de uma só vez. Antes, se uma pessoa tivesse um limite diário de três mil reais, mas um limite de mil reais por cada transação, ela teria que fazer três transferências. Agora, por conta dessa nova regra, ela conseguirá fazer somente uma transação no valor de três mil reais.

Outra mudança aconteceu com relação ao PIX Saque e Troco. Durante o dia, esse limite passou de 500 reais para três mil reais, e durante a noite ele passou de 100 reais para mil reais. O horário do limite noturno será flexível, podendo ser definido pela própria pessoa, no caso de o banco oferecer essa opção. Atualmente, o horário é das 20h às 6h, mas ele pode começar às 22h se a pessoa preferir.

Mesmo assim, o banco não tem a obrigação de dar essa opção ao cliente. Quem tem que decidir isso é o próprio Banco Central. De acordo com a nota enviada pelo Banco Central, essa mudança pode ser colocada em prática até o dia três de julho de 2023.

Esse limite noturno é menor do que o de dia, com o objetivo de evitar que os criminosos ajam nesse intervalo de tempo fazendo sequestros relâmpagos.

Mesmo que o PIX tenha sofrido várias mudanças, algumas coisas continuaram iguais. Uma delas foi a mudança de limite no valor. Para isso, se a pessoa quiser diminuir os limites que há no PIX, esse pedido deve ser atendido na mesma hora.

E no caso de aumentar o limite, o banco tem de 24 a 48 horas para fazer a avaliação desse pedido e ver se aceita ou não. Essas duas regras já são válidas.

Fonte: Olhar digital, UOL

Imagens: Olhar digital, Foregon

Na África, esse caçador virou caça e foi morto

Previous article

Essa semana os planetas Júpiter e Vênus estarão bem próximos no céu

Next article

Comments

Comments are closed.