Este homem juntou lixo por décadas por uma causa realmente nobre
Tempo de leitura:3 Minutos, 9 Segundos

Este homem juntou lixo por décadas por uma causa realmente nobre

Aos 86 anos de idade, um homem natural de Georgia, nos Estados Unidos, já acumulou cerca de $400 mil em doações. A fortuna foi conquistada a partir de dinheiro que ele conseguiu vendendo lixo para centros de reciclagem.

Johnny Jennings começou a juntar lixo para vender há aproximadamente 30 anos como uma forma de se conectar com seu único filho, Brent Jennings.

“Nós costumávamos fazer isso como forma de passar o tempo junto”, contou Brent em entrevista ao canal de notícias ABC News. “A gente andava pelas ruas pegando latas para vender e colocávamos o dinheiro numa poupança. Quando eu comprei minha primeira casa, eu tinha dinheiro suficiente das vendas re reciclagem para pagar a primeira parcela”, explicou.

Boa ação

Quando Brent Jennings deixou a casa dos pais depois que terminou os estudos na escola, em 1985, seu pai não abandonou o hábito. O costume se tornou tão forte que até mesmo os vizinhos iam até a casa de Johnny para deixar lixo que ele utilizava para vender. Além disso, ele costumava visitar escritórios e igrejas da região para coletar material reciclável.

“Pelos últimos 12 anos, ele vem até o escritório toda quinta-feira para coletar o lixo”, contou uma trabalhadora local. A mulher ainda acrescentou que adora receber a visita de Johnny, colaborando para a causa. “É o meu dia favorito da semana”, declarou.

Dedicação

Todo o dinheiro coletado por Johnny – uma quantia que já chega a cerca de $400 mil, ao longo das três décadas – foi repassado para a Georgia Baptist Children’s Homes & Family Ministries, ministério cristão que oferece cuidados e assistências para crianças e famílias que apresentam problemas.

Segundo Brent Jennings, o carinho do pai pela instituição começou ainda cedo, depois de uma visita ao local. Johnny foi até a instituição com um amigo e, na hora de ir embora, foi agarrado por três pequenos garotos que perguntaram se ele poderia ser o pai delas.

“Na mesma hora ele respondeu para elas ‘Eu vou fazer o que eu puder pelo tempo que eu for capaz pela Georgia Baptist Children’s Homes’”. Desde então, Johnny nunca parou de ajudar a instituição.

Fortuna

Unindo o hábito de manter uma poupança com dinheiro da coleta e venda de lixo reciclável com a vontade de contribuir com a organização e fazer caridade, Johnny passou a contribuir mensalmente com um cheque, utilizando todo o dinheiro vindo da reciclagem em doação. Atualmente, o valor mensal que o lixo rende gira em torno de $10 mil a $15 mil.

Para o filho de Johnny, Brent, o dinheiro não é importante para o pai. Ao ver toda a fortuna gerada a partir da coleta do lixo reciclável, o homem não enxerga dinheiro e valor financeiro ali, mas sim o sorriso e a alegria das crianças e famílias que são ajudadas a partir da doação.

Gratidão

O Dr. Kenneth Z. Thompson, presidente da organização é extremamente grato pelo serviço de Johnny e o vê como um dos mais caridosos indivíduos que ele já conheceu na vida.

“Eu sempre admirei o jeito quieto, a humildade, o compromisso em ajudar os outros e, acima de tudo, o amor dele pelas crianças em nosso cuidado. Nós somos abençoados por ter alguém com esse caráter dedicado a ajudar o nosso ministério”, comentou durante entrevista.

A história de Johnny também foi contada num post do Facebook que já recebeu mais de 15 mil curtidas, 37 mil compartilhamentos e 8 mil comentários! Apesar disso, Brent disse que o pai não está na internet e, quando ficou sabendo disso agiu com humildade, dizendo que gostaria que as pessoas não prestassem tanta atenção nele.

Gostou da dedicação de Johnny Jennings? Compartilhe o caso entre seus amigos e ajude espalhar a bondade do idoso, ainda que sua humildade não queira receber tanta atenção assim.