Ciência e Tecnologia

Estudo mostra consequências do controle de armas

0

Vivemos um momento onde muito se discute sobre a possível revisão nas leis que restringem o porte de armas de fogo. Mas e você, o que pensa a respeito? É a favor da liberação? O país acaba se dividindo entre aqueles que apoiam a ideia e os que são contrários. No entanto, alguns estudos fornecem dados bastante importantes sobre o tema e que podem ser decisivos em qualquer tomada de decisão por parte de governos mundo afora.

Até então tinha sido muito difícil para a ciência definir o que é melhor para a sociedade. Isso porque os estudos sobre as leis armamentistas sempre eram muito limitados e envolviam apenas uma cidade ou no máximo, um país. Dessa forma não seria possível chegar a uma conclusão consistente e próxima da realidade.

Entretanto, no ano de 2016 os pesquisadores conseguiram obter uma visão mais ampla, reunindo 130 estudos de altíssima qualidade realizados em mais de 10 países, avaliando os últimos 60 anos.

Controle de armas salva vidas!

Muitas nações defendem o discurso de que restringir o acesso às armas é equivalente ao menor número de mortes. E os estudos comprovaram isso! Segundo Julian Santaella-Tenorio, da Universidade de Columbia e um dos pesquisadores envolvidos no projeto: “Em todos os países, em vez de ver um aumento a taxa de homicídios, vimos uma redução”. Para chegar a tal conclusão, sua equipe analisou cuidadosamente estudos conduzidos em países como Estados UnidosAustráliaÁfrica do SulÁustria e também no Brasil.

Eles analisaram os impactos que mudanças na legislação sobre as armas provocariam. Levaram em consideração as taxas de homicídios, suicídio, ou qualquer outro tipo de lesão provocados por armas de fogo. A partir daí, puderam chegar nas seguintes conclusões:

1 – Para que mudanças significativas aconteçam, é preciso fazer revisões nas leis já existentes, e não implantar novas;

2 – Restringir o acesso às armas de fogo e sua compra está associado a reduções de mortes por arma de fogo;

3 – Precisam ser realizados estudos individuais e com melhor execução, para que no futuro os resultados sejam ainda mais convincentes.

O primeiro item é ainda mais interessante. Isso porque os estudos analisados partiram de 10 legislações diferentes. A revisão não conseguiu encontrar uma que fosse a melhor entre todas elas. Mas isso também foi capaz de demonstrar que quando os países aprovam leis que trabalham em conjunto para revisar o código de armas de fogo, as mortes relacionadas a isso costumam diminuir.

Ainda segundo Santaella-Tenorio, essas revisões poderiam incluir o banimento de armas realmente poderosas, como as automáticas. “Todos precisavam de permissões e licenças para comprar armas”, disse ele.

As leis de controle de armas

Vale considerar que no ano de 2000, as leis da África do Sul continham essas medidas. Assim, conseguiram reduzir em 13,6% o número de mortes por armas de fogo e mantiveram esses dados pelos próximos 5 anos. Após um assassinato em massa na Austrália, o país também passou por revisões em suas leis e registrou queda de 14% nos números de mortes.

Segundo os pesquisadores: “As leis que restringem a compra e o acesso a armas de fogo também estão associadas a menores taxas de homicídios entre parceiros íntimos. Há também redução em mortes não intencionais de crianças, uma vez que não correm o risco de exposição ao material”.

Em todo caso, ainda ressaltam que suas conclusões podem ter algumas limitações. O uso de armas depende de inúmeras variações do ponto de vista social, e não apenas da legislação. Muitos outros fatores podem influenciar uma morte por arma de fogo e nem sempre esses padrões podem ser verificados.

Mesmo assim, acredita-se que a análise fornece evidências suficientes para convencer que o controle de armas salva vidas. No caso de uma liberação em países que regulam a situação, as taxas de homicídio poderiam ter um crescimento alarmante. Segundo os autores: “Esta informação é fundamental para avançar este campo. Também para o desenvolvimento de políticas eficazes que possam contrariar o fardo que as lesões por arma de fogo representam nas populações”.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente pelos comentários!

Estudo diz que 8 xícaras de café por dia podem aumentar sua expectativa de vida

Matéria anterior

20 imagens hilárias de pássaros que passaram pelo photoshop e ganharam braços

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.