Ciência e Tecnologia

Estudo diz que 8 xícaras de café por dia podem aumentar sua expectativa de vida

0

Aqueles que bebem uma quantidade considerável de café por dia podem ficar mais tranquilos. Ao menos é o que sugere um estudo publicado recentemente que envolveu cerca de 500 mil pessoas. As conclusões obtidas atestaram que, de fato, quem bebe café pode ter uma vida mais longa.

Conforme se descobriu, qualquer tipo de café teria a função de ajudar a prolongar a expectativa de vida de uma pessoa. Apesar do próprio estudo apontar algumas ressalvas. Afinal, muitos aspectos estão relacionados a qualidade de vida são considerados relevantes. Ou seja, não dá pra sair por aí bebendo café, acreditando que exercícios físicos, por exemplo, não são necessários.

O estudo

Os pesquisadores utilizaram dados de 498.134 britânicos que se registraram voluntariamente no banco de dados de genética do Reino Unido, o Biobank. A pesquisa contabilizou o número de mortes registradas num período de 10 anos. Foi então que eles notaram um pequeno padrão, estatisticamente significativo. Quanto mais café era ingerido, maior a probabilidade das pessoas viverem mais tempo.

Em resumo, uma porcentagem maior de pessoas que que não bebiam café morreram antes. As pessoas que bebiam café tinham cerca de 10 a 15% menos probabilidade de morrer do que aqueles que não ingeriam a bebida.

“Este estudo fornece mais evidências de que o consumo de café pode ser parte de uma dieta saudável e oferece segurança a seus bebedores”, afirmaram os pesquisadores. Até 8 xícaras de café por dia, de acordo com os eles, é uma quantidade considerada segura e que mantém os benefícios da longevidade.

Porém, é importante ressaltar que outros fatores como hábitos e estilo de vida definitivamente podem interferir no que causa ou não uma vida mais longa. Outro fator importante a se considerar é que a pesquisa foi feita no Reino Unido. Sendo assim, foram analisados padrões de vida e estatísticas referentes ao lugar. No estudo também foram abordados fatores como o tabagismo e peso corporal. Porém a forma como foram tratados buscou não  afetar ou influenciar os resultados.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

7 provas claras de que você está em um relacionamento abusivo

Artigo anterior

Estudo mostra consequências do controle de armas

Próximo artigo