• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Exoplaneta descoberto é aquecido por 3 sóis gigantes

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      08/08/19 às 15h34

A descoberta de exoplanetas não é mais algo surpreendente, isso porque, até hoje, já foram descobertos milhares deles. Mas, vez ou outra, um deles chama a atenção devido as suas características particulares. Recentemente, astrônomos descobriram um desses 'diferentões'. O LTT 1445Ab é um exoplaneta localizado em nossa vizinhança galáctica, que tem, nada mais nada menos, do que três sóis vermelhos.

Esse exoplaneta é um mundo rochoso, um pouco maior do que a Terra. Ele orbita ao redor da maior estrela de um sistema de três estrelas, a aproximadamente 22,5 anos-luz do nosso planeta. Um detalhe curioso é que esse exoplaneta transita entre a Terra e a sua estrela hospedeira em cada passagem.

As três estrelas ou três sóis desse sistema são M anãs, estrelas avermelhadas e ativas, menores que o nosso sol. Isso faz do LTT 1445Ab o segundo exoplaneta em trânsito, conhecido, mais perto da Terra, e o mais próximo em órbita de um anão M.

O exoplaneta

Da superfície desse exoplaneta, que orbita a sua estrela principal a apenas um décimo da distância entre o Sol e Mercúrio, "você veria um grande sol laranja e dois sóis laranja muito menores vistos de longe", explica Jennifer Winters, autora do estudo. "A estrela primária ficaria muito grande no céu e muito próxima. As outras duas são muito mais distantes. Elas parecem 100 vezes mais brilhantes que Vênus e mais ou menos do mesmo tamanho do céu".

Os autores do estudo não sabem exatamente como ou quando esses diferentes sóis subiram no planeta. Isso porque, devido à distância, não é possível identificar o ângulo ou a velocidade que está girando.

O curioso é que os cientistas estudaram essas órbitas por décadas, sem nunca perceber a existência desse exoplaneta. "A razão pela qual provavelmente não encontramos o exoplaneta antes é porque ele está neste sistema triplo. Muitos desses levantamentos de busca no planeta evitam esses tipos de sistemas", disse Winters.

Estudos prévios de sistemas de três estrelas não buscavam exatamente vestígios de qualquer exoplaneta. E quando se trata de caças de exoplanetas, elas raramente focam em sistemas de múltiplas estrelas.

A descoberta

Winters e sua equipe só foram capazes de descobrir o LTT 1445Ab graças aos dados coletados pelo Transiting Exoplanet Survey Satellite, o TESS. Esse satélite é o principal caçador de exoplanetas da última geração da NASA, lançado no ano passado.

No caso desse sistema triplo, Winters se viu particularmente interessada, devido à pesquisa em anões M. Esse grupo de estrelas que até então não tinha sido o foco de pesquisas sobre exoplanetas. Segundo Winters, esses anões M passam por um longo período de "adolescência", no qual estão particularmente ativos e emitem muita radiação.

"Nós ainda não sabemos se as atmosferas dos planetas são capazes de sobreviver ao ambiente de alta radiação de um anão M quando ele é muito jovem, então esta será uma oportunidade incrível de estudar isso", disse ela. "À medida que passa na frente de sua estrela hospedeira, ela é iluminada pela luz de sua estrela hospedeira e nós podemos estudar os tipos de moléculas que estão em sua atmosfera. Isso é claro, se ela tiver uma atmosfera".

E você, o que achou dessa descoberta? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+