Notícias

Japonês casado com um holograma fala sobre crise no casamento

0

O japonês Akihiko Kondo, de 38 anos, se casou com o holograma de uma cantora pop japonesa no ano de 2018. A cerimônia que celebrou a união custou 2 milhões de ienes, aproximadamente R$ 77 mil. Depois de quatro anos, o professor divulgou que vive uma crise no casamento.

De acordo com o jornal japonês Mainichi, o professor não consegue mais se comunicar com a esposa devido a um obstáculo tecnológico.

No ano de 2008, Kondo se apaixonou por Hatsune Miku, que é retratada como uma garota de cabelo azul-turquesa. Apesar de achar o relacionamento complicado, ele sabia que os humanos não faziam o seu tipo. 

Isso porque as pessoas o hostilizavam devido à sua preferência por personagens fictícios. Esses personagens são famosos no Japão por aparecerem em mangás, séries de anime e videogames. 

O casal só conseguiu se unir no ano de 2017, quando surgiu um dispositivo desenvolvido por uma startup japonesa que permitia a interação com personagens virtuais através de hologramas e até se casar, mas não oficialmente.

O equipamento também proporcionava pequenos diálogos com o auxílio da inteligência artificial. No entanto, surgiu um grande problema na vida do professor, já que a empresa anunciou que encerrará o suporte ao dispositivo que dá vida a Miku.

O japonês afirma saber que o relacionamento pode ser estranho e declara entender que Miku não é uma pessoa real. No entanto, isso não muda os seus sentimentos pela companheira.

“Meu amor por Miku não mudou”, afirmou ele ao Mainichi. “Realizei a cerimônia de casamento porque pensei que poderia ficar com ela para sempre.”

Fictossexual

Foto: Reprodução

Kondo se autodeclara como fictossexual, uma pessoa atraída sexualmente por personagens fictícios. Ele gastou o equivalente a US$ 1,7 mil (R$ 8,5 mil) para ativar o holograma da esposa, em 2017, e mais US $17,3 mil (R$ 86,5 mil reais) com os gastos da cerimônia no ano seguinte.

Ele se apaixonou por Hatsune Miku no ano de 2008. O amor pela personagem começou após ele sofrer bullying no ambiente de trabalho e desenvolver depressão. O japonês afirma que chegou a assistir 24 horas por dia aos vídeos da amada.

Em entrevista à BBC na época de seu casamento, ele declarou: “há dois motivos por ter feito essa cerimônia em público. O primeiro é provar o meu amor pela Miku. O segundo está no fato de vários otakus como eu também estarem se apaixonando por personagens da ficção. Quero mostrar ao mundo que eles têm o apoio de outras pessoas”.

Gatebox: o holograma que é uma namorada com inteligência artificial 

Foto: Reprodução

Para surpresa de muitos, Miku não é o único holograma que é uma parceira amorosa. No ano de 2018, o mercado japonês começou a comercializar um produto que age como uma namorada com inteligência artificial.

A Gatebox é a assistente pessoal e virtual da empresa de mensagens instantâneas japonesa Line. O funcionamento do objeto é similar ao de outros produtos do gênero, como o Amazon Echo e o Google Home, que respondem a comandos de voz para realizar tarefas simples, como procurar um vídeo no YouTube, por exemplo.

A diferença do Gatebox é a sua interface: quem responde aos comandos é uma personagem fictícia chamada Azuma Hikari. Por causa da personalidade romântica, o objeto pode se comportar como “parceira” do usuário.

Portando uma inteligência artificial e um sistema de projeção holográfica, o produto foi criado para aliviar a solidão de quem mora sozinho, principalmente os homens solteiros.

De acordo com Minori Takechi, desenvolvedor do Gatebox, a ideia é que ele seja um produto com o qual as pessoas possam conversar e interagir do amanhecer até a hora de dormir.

Por causa disso, tudo nele foi pensado para ser o mais amigável possível. Sua câmera inteligente é capaz de detectar rostos. Com isso, a personagem pode saber se ficou muito tempo sem ver o usuário e conversar assim que ele entrar no ambiente virtual.

Fonte: Revista Monet, R7, Techtudo

Mulher trans que foi cantora gospel diz que abriu mão da carreira no auge

Matéria anterior

Idosa cega há 5 anos volta a enxergar e conhece o rosto dos netos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos