Entretenimento

Jonathan: a tartaruga de 190 anos

0

Você sabia que a tartaruga mais velha de todos os tempos ainda está viva? Chamada de Jonathan, o réptil completou 190 anos em janeiro de 2022. O anúncio da conquista foi divulgado pelo World Guinness Records e, com isso, o animal obteve registro oficial de quelônio mais velho já existente. O grupo de quelônios engloba todas as tartarugas, terrapins e cágados.

Aos 190 anos de idade, a tartaruga Jonathan acumulou dois recordes mundiais. Anteriormente, ele já foi considerado o animal terrestre vivo mais velho do mundo e, agora, ele leva também o título de tartaruga mais velha de todos os tempos.

Saint Helena’s Info

Anteriormente, o posto pertencia a Tu’i Malila, uma tartaruga que viveu por pelo menos 188 anos. No entanto, Tu’i Malila faleceu em 1965 e Jonathan conseguiu superar o recorde conquistado por ela.

É possível que uma outra tartaruga da espécie de Jonathan, chamada Adwaita, tenha vivido até os 255 anos no Jardim Zoológico Alipore em Calcutá, na Índia, onde morreu em 2006. No entanto, sua idade não pôde ser verificada devido à falta de documentação e, com isso, Jonathan segue liderando o ranking.

A história de Jonathan

Estima-se que Jonathan tenha nascido em 1832. Na verdade, ninguém sabe sua idade exata. Em declaração à CNN, Matt Joshua, diretor de turismo de Santa Helena, explicou que a tartaruga “pode ter 200 anos, porque a informação sobre sua chegada na ilha não é exata e não há um registro real de seu nascimento”.

Kevstan/CC BY-SA 4.0

Em 1882, a tartaruga apareceu em uma foto registrada quando ela chegou à ilha de Santa Helena (uma das ilhas mais remotas do globo), território britânico do Atlântico Sul, vindo do arquipélago africano de Seychelles. Na data, Jonathan já tinha pelo menos 50 anos de idade.

Uma segunda imagem, tirada entre 1882 e 1886, mostra Jonathan adulto no jardim da Plantation House, nome dado à residência oficial do governador da ilha, onde o mascote passou a maior parte da vida. Ao lado dele, também aparece outra tartaruga da casa.

tartaruga

Wikimedia Commons

Jonathan foi um presente ao então governador do território, William Grey-Wilson. Desde a ocasião, outros 31 governadores moraram na residência onde o réptil permanece até os dias atuais. O gigante de quatro patas viveu por todo o reinado da rainha Elizabeth II, do rei Jorge V e até mesmo da rainha Victoria, durante o chamado Império Britânico.

Hoje, ele desfruta da companhia de outras três tartarugas: David, Emma e Fred. Por conta da idade, Jonathan já não consegue enxergar ou sentir cheiros. “A Seção Veterinária ainda o alimenta à mão uma vez por semana para aumentar suas calorias, vitaminas, minerais e oligoelementos, pois ele é cego e não tem olfato”, informou o Guinness por meio de um comunicado.

tartaruga

David Stanley/CC BY 2.0

Um tempo atrás, a tartaruga estava com o bico fragilizado porque conseguia identificar poucas coisas no ambiente para se alimentar (já que não enxerga e não sente cheiros). Assim, a dieta de Jonathan se resumia a alguns galhos, folhas e grama. Agora, com a dieta adaptada para ele, a tartaruga está com o bico forte e afiado.

Apesar de suas suas deficiências, a audição do réptil é excelente e ele adora humanos. Além disso, o animal de quase dois séculos de idade é frequentemente visto acasalando com a tartaruga Emma e, às vezes, com seu colega Fred.

Qual a possível desvantagem em ser um cachorro super amigável?

Matéria anterior

A polêmica mudança de aparência de Michael Jackson ao longo dos anos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos