Curiosidades

Menino de 15 anos vende café no semáforo para realizar seu sonho

0

Conseguir realizar algum sonho é o desejo de muita gente. No entanto, não são todas as pessoas que estão dispostas a irem atrás dele, ou então querem realmente fazer o que for necessário para consegui-lo. Contudo, esse não é o caso desse menino de São Vicente, no litoral de São Paulo.

O menino é Rhiquelme Ivan Morais Ferreira, de 15 anos. Há dois anos ele vende café nos semáforos da sua cidade de segunda a sexta-feira. Em entrevista, o jovem contou que o dinheiro que ele ganha com suas vendas ele guarda para realizar o sonho de abrir seu próprio negócio.

De acordo com Andressa Morais, mãe do menino, o filho fica no semáforo da Avenida Capitão Mor Aguiar e da Rua Marquês de São Vicente. Ele fica nesse local das 7h15 até as 8h30, ou então até que todo o café tenha sido vendido.  “Tenho meus clientes fixos que compram comigo todo dia”, disse o menino.

A mãe do jovem lembra que ele começou a fazer suas vendas no sinal aos 13 anos, logo no começo da pandemia. Segundo ela, o menino sempre quis ter sua própria independência financeira e por ter ficado muito tempo em casa depois das escolas fecharem, ele teve a ideia de começar a vender balas nos semáforos.

“Ele viu uma pessoa vendendo balas no ‘sinal’ e pediu para começar a vender também”, contou a mãe.

Menino empreendedor

G1

Depois que Rhiquelme contou aos pais sua vontade de entrar no mundo das vendas, a família começou a pensar em alguma coisa mais “criativa” para que ele vendesse. Foi então que juntos eles chegaram na ideia de vender café.

Em julho de 2020, a mãe do menino começou a fazer uma garrafa cheia de café para que o filho vendesse. As aulas voltaram a ser presenciais, com isso, a família de Rhiquelme pediu para que as aulas dele fossem mudadas para o período noturno.

“Ele faz curso de espanhol à tarde também. Então, não atrapalhou nada, até porque o foco dele é o estudo”, disse Andressa.

A mãe de Rhiquelme também ressaltou que caso as aulas do menino não tivessem sido transferidas para o período noturno, ele teria parado com seu trabalho de vendas no sinal.

Ainda de acordo com Andressa, mesmo o menino tendo começado suas vendas com o objetivo de ter sua independência financeira, atualmente, Rhiquelme insiste em ajudar em casa quando pode.  “Sempre que precisa de alguma coisa, o Rhiquelme ajuda. Ele é um menino de ouro”, contou ela.

Cotidiano de vendas

G1

Claro que é uma coisa nobre o que Rhiquelme está fazendo, ainda mais sendo tão novo. E isso gera muita curiosidade em como é o dia a dia do menino no semáforo. A família mora perto do semáforo que se tornou o ponto oficial do jovem. Por conta disso, o menino vai sozinho para lá todo dia de manhã.

Segundo o jovem, ele vende aproximadamente 30 copos pequenos de café puro a dois reais cada. Os copos grandes custam três reais. “Espero que meus clientes permaneçam comigo e que eu consiga juntar dinheiro para abrir o meu próprio negócio”, disse ele.

Mas ter seu próprio negócio não é o único sonho do menino. Ele também pretende cursar a faculdade de administração. “Essa é a entrada que eu quero percorrer, abrir a minha própria empresa e ser um empresário”, contou.

O menino conta que nesses últimos dois anos ele conseguiu ajudar algumas pessoas próximas a ele e até influenciar amigos a terem iniciativas como a dele. “Gosto muito de fazer o que faço e é muito gratificante ver que tem outras pessoas que se inspiram em mim”, pontuou.

Fonte: G1

Imagens: G1

Maiara e Maraisa recebem mãe de Marília Mendonça no palco em Barretos

Previous article

Finalista do Miss Inglaterra se torna primeira a competir sem usar maquiagem

Next article

Comments

Comments are closed.