Curiosidades

‘Não tenho nem o que comer’, diz vítima que perdeu R$ 40 mil em golpe

0

Por mais que sempre saiam notícias sobre golpe, pessoas ainda caem e são extremamente prejudicadas por ele. “Me atolei. Estou falida, negativada, minha vida está um caos. Não tenho nem o que comer, para falar a verdade. Sou aposentada e, infelizmente, caí nesse golpe”, disse uma mulher de Ribeirão Preto vítima de um estelionatário.

Nesse golpe, o estelionatário se passava pelo ator sul-coreano Park Bo-gum para enganar as pessoas e conseguir dinheiro delas. Sem se identificar, a vítima deu uma entrevista e disse ter sofrido ameaças do golpista, além de ficar endividada ao perder cerca de 40 mil reais.

Esse caso fez com que o Consulado-Geral da Coreia do Sul em São Paulo emitisse um alerta sobre crimes de extorsão praticados pelo administrador do perfil falso. Segundo o órgão, pelo menos sete pessoas já disseram ter sido vítima desse mesmo golpe desde julho desse ano.

Golpe

G1

Uma dessas vítimas é a mulher de Ribeirão Preto, que disse ser fã da cultura sul-coreana. Segundo a vítima, tudo começou em janeiro, quando ela aceitou a solicitação de um perfil falso do ator nas redes sociais e trocou mensagens com o golpista achando que estava falando de fato com o próprio artista.

No começo da conversa, o golpista pediu para mulher que as mensagens fossem enviadas por e-mail. Depois disso, de acordo com ela, ele alegou que queria vir ao Brasil para conhecê-la, mas para isso precisaria pagar uma multa contratual à empresa que o agenciava.

O golpista prometeu devolver o dinheiro da mulher e assim ela fez financiamentos para arcar com o valor. “Ele começou a falar que queria vir para o Brasil para me conhecer, daí ele enviou o e-mail da [nome da agência]. Eu mandei o e-mail para eles [agência], daí foi onde começaram as cobranças. Sei que, nessa ‘brincadeira’, perdi quase R$ 40 mil”, contou.

A vítima também lembra que, durante as conversas, o golpista exigia que o valor fosse pago e fazia ameaças dizendo que, caso isso não acontecesse, ele iria expor as fotos íntimas dela.

G1

A mulher disse que bloqueou o golpista quando percebeu que tinha caído em um golpe. No entanto, ele criou outras contas de e-mail, inclusive com o nome dela. De acordo com um dos prints conseguidos pelo G1, o criminoso afirma que vai fazer a mulher chorar.

“Eu vou fazer você chorar porque eu vou fazer você se tornar uma pedra rejeitada em sua área porque você merece”, dizia a mensagem.

Em determinado momento, o golpista diz que realmente é o ator e que a mulher “vai se arrepender” por não acreditar nele. “Eu sou 100% real, não é falso, mas você nunca acreditou. Você sempre pensa que sou um golpista, mas eu não sou, você definitivamente vai se arrepender quando você finalmente souber que eu sou real Park Bo-gum de carne e osso”, escreveu ele.

Medidas do consulado

Facebook

Na terça-feira dessa semana, o consulado sul-coreano divulgou uma lista de medidas que está tomando para que o golpista seja identificado para que outras pessoas não caiam no mesmo golpe. As medidas são:

  • Comunicação sobre essa modalidade de golpe às autoridades policiais (Federal e Civil) em âmbito nacional;
  • Caso haja evidências de que o golpe esteja sendo aplicado por criminosos da Coreia do Sul, solicitará a instauração de inquérito policial no país;
  • Comunicação em massa a todos os fãs da cultura coreana (filmes, novelas, seriados e do K-POP), através de influenciadores digitais;
  • Segue avaliando outras medidas a serem tomadas.

Cuidados para não cair em golpe

G1

Além dessas medidas, o consulado também divulgou várias dicas para que golpes sejam prevenidos. Como:

  • Brasil e Coreia do Sul fazem parte do acordo internacional de isenção de visto de turista. Por conta disso, não há cobrança de valores a serem pagos na imigração no momento de sua chegada, salvo tributações de mercadorias consideradas para fins de comércio;
  • Não fazer pagamentos ou transferências sem pesquisar antes. Até porque, agências coreanas não fazem essas exigências, muito menos os artistas que são agenciados;
  • Sempre verificar se o perfil é oficial;
  • Verificar também se a pessoa é realmente quem ela diz ser. Até porque, os criminosos usam fotos tiradas dos perfis verdadeiros para enganar as pessoas;
  • Se mesmo assim a pessoa cair no golpe o recomendado é juntar todas as evidências e procurar as autoridades policiais para fazer um Boletim de Ocorrência;
  • Não tentar tirar informações dos criminosos sozinho. Sempre procurar as autoridades.

“Por fim, o Consulado Geral da República da Coreia agradece todo o carinho do povo brasileiro com a cultura coreana e assegura que não medirá esforços para que esses golpes não façam mais vítimas”, completou o consulado sul-coreano.

Fonte: G1

Imagens: G1, Facebook

Queijo de 2.600 anos é encontrado em escavações no Egito

Artigo anterior

BeReal, o que você precisa saber sobre a rede social da vez

Próximo artigo