Adolf Hitler foi o principal responsável pela morte de milhares de judeus e por difundir um regime racista e antissemita. Apesar de todas as atrocidades que realizou e fomentou, Hitler ainda tem seguidores que admiram o que ele fez. São os chamados neonazistas, que começaram a se organizar a partir de 1970, em uma campanha pela retomada do Nazismo e todas as suas práticas.

O grupo é tão organizado que inclusive lançou um concurso de Miss Hitler 2018. Não, você não leu errado. Isso existe, por mais bizarro que pareça ser. E pasme, essa não seria a primeira edição voltado à beleza da cultura hitleriana. Uma outra edição do concurso, em 2014, mobilizou os simpatizantes do Nazismo, a eleger a mulher mais pura e bela entre eles.

Como funciona o concurso

Publicidade
continue a leitura

Para participar do concurso é preciso ser branca (é claro) e de sangue puro. Além disso, ela deve amar e honrar o líder do regime nazista. Outro pré-requisito é defender a raça pura e de preferência odiar os judeus. E é crucial que para entrar na disputa, a interessada deva  postar fotos realizando saudações nazistas, em comícios ou segurando a bandeira nazista.

A partir daí, a competição começava. Quem tivesse mais votos e curtidas, seria eleita a Miss Hitler 2018. No entanto, o concurso foi encerrado, antes que fosse anunciado uma candidata.

Publicidade
continue a leitura

Página do concurso removida

Publicidade
continue a leitura

Todo esse processo do concurso estava ocorrendo através do site Vkontakte, o Facebook russo. Tanto a competição de 2018, quanto a primeira que ocorreu em 2014, foram realizadas na mesma plataforma. Em nenhum dos casos o concurso chegou até sua etapa final, já que em ambos os casos, as páginas foram removidas.

Isso aconteceu depois que um grupo russo, que luta contra crimes de ódio na internet, denunciou o ocorrido. A página em que a votação ocorria e todas ligadas ao concurso Miss Hitler foram removidas da plataforma.

Publicado em: 21/09/18 16h01