O templo mexicano que era dedicado ao ”Deus do Esfolamento”
Tempo de leitura:1 Minutos, 43 Segundos

O templo mexicano que era dedicado ao ”Deus do Esfolamento”

O México é um dos países do mundo mais bem sucedidos quando o assunto é um sítio arqueológico. Apesar de hoje, quase 90% da população ser cristã, seu passado está de braços e casos com outras variadas crenças. Vamos ser sinceros? É assim praticamente no mundo inteiro. Mas voltando ao foco, ainda há muito o que se descobrir no México.

O caso recente se trata de uma crença que não se vê mais. A descoberta mais recente é um templo inteiro dedicado ao Xipe Tótec, ou como era popularmente conhecido, “Deus do Esfolamento”.

“Deus do Esfolamento”

Xipe Tótec foi um dos vários deuses astecas. Ele era amplamente adorado como a divindade da fertilidade, primavera, renascimento, liberação, vegetação e agricultura. Até o momento, os arqueólogos contaram que a construção foi erguida entre os anos 1000 d.C e 1260 d.C. O deus também conhecido como o “Deus do Enforcamento”, era venerado todos os anos no Tlacaxipehualiztli (“esfolamento dos homens”), um festival em que a população fazia sacrifícios e oferendas para ele.

Segundo os mitos antigos, a divindade estendia sua pele sobre a terra durante a primavera, renovando o solo com nova vegetação. Em sua homenagem, tirava-se a pele de humanos em uma cerimônia que simbolizava o renascimento e a alternância das estações.

A cerimônia

Dois altares circulares eram usados para fazer a cerimônia de sacrifício. Os arqueólogos acreditam que o esfolamento era realizado no local, que possui esculturas do deus. Os artefatos parecem representar o próprio Xipe Tótec, com duas caveiras e um torso coberto por pele.

Apesar de ser um dos principais deuses das civilizações pré-colombianas, este é o primeiro templo encontrado e dedicado a Xipe Tótec. A construção foi descoberta por pesquisadores do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) na Zona Arqueológica de Ndachjian–Tehuacán, em Puebla. A edificação tem 12 metros de largura por três e meio de altura.

E aí, o que você achou desse templo? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que adora descobrir o passado, aquele abraço.