Odeia moscas? Aprenda a espantar moscas sem usar inseticida

POR A redação    EM Natureza      04/08/15 às 18h29

Por mais que você goste de animais, dificilmente você gosta de moscas. Além de transmitir algumas doenças, elas são repletas de bactérias provenientes das mais diversas fontes, desde fezes humanas e animais à cadáveres em decomposição. E ter alguma mosca pousando na sua comida, na suas bebidas ou até mesmo em alguma parte do seu corpo é agoniante.

Mas como manter as moscas longe? Borrifar inseticidas não é muito saudável porque, além do cheiro ruim de alguns, eles fazem certas pessoas espirrarem ou terem dores de cabeça. Felizmente há um meio simples e barato de espantar moscas dos ambientes, sem usar nenhuma substância venenosa.

Basta colocar água em sacos plásticos transparentes e pendurá-los no local onde você não quer moscas.

Does-it-make-any-effect-on-temperature

Alguns dizem que as moscas reconhecem o saco com água como uma superfície cheia de água, que elas naturalmente evitam para não se afogarem ou serem pegas por peixes. Outras pessoas dizem que o inseto foge do brilho límpido do saco. A verdade é que a reflexão da água no saco confunde os insetos, especialmente as moscas.

A tática mexe com a percepção visual dos insetos, que conseguem enxergar em muitas direções ao mesmo tempo devido ao layout dos olhos. Os insetos tem um conjunto de olhos grandes e complexos, como se fossem um conjunto de milhares de olhos.

Entretanto, a visão de uma mosca não se concentra em coisas específicas, como os olhos humanos. Elas enxergam tudo em conjunto. E a visão delas é sensível à luz refratada. Quando eles veem os sacos com água refratando a luz, eles voam para longe. Especialmente as moscas.

Apesar disso, não é toda mosca que vai se sentir intimidada pelo saco plástico com água. Muitos fatores vão influenciar nisso, como a luminosidade do ambiente, transparência do saco e a espécie de mosca.

How-the-reflection-works

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+