Os 7 parasitas mais bizarros e nojentos do mundo

POR Rafael Miranda    EM Mundo Animal      09/03/15 às 18h06

Parasitas usam os mais inteligentes estratagemas para se manterem vivos. Muitos deles podem ser considerados diabólicos pois destroem proticamente tudo em que se "infiltram". Parasitas não tem piedade. Em alguns casos, eles devoram o interior de seus hospedeiros.

Na lista a seguir você vai conhecer quais são os parasitas mais diabólicos e nojentos que o ser humano já conhece.

Tumor de Sticker

1

É um tumor transmissível que afeta cães. Ocorre com maior frequência em cães em idade adulta, sendo as fêmeas mais afetadas que os machos. O grupo de maior risco são os cães de rua. As células do tumor passam por uma mutação e quando entram em contato com outro animal (através de contatos sexuais), o infecta. Os pesquisadores ainda são sabem as causas desse mutação.

Trichomonas gallinae - O parasita que matava dinossauros

Walking With Dinosaurs Spectacular Launches At The O2 Arena

Esse parasita é uma espécie de protozoário capaz de causar lesões graves na parte inferior dos bicos de aves de rapina. Ele causa várias lesões no bico e na garganta dos animais e faz com que eles morram de fome. Acredita-se  que ele existe desde a época dos dinossauros, quando teria sido capaz de contaminar grandes répteis como o Tiranossauro rex.

Vespa parasita

4

Elas habitam o corpo de diversos animais, principalmente de artrópodes. Muitas são consideradas benéficas aos humanos visto que controlam populações de pestes agrícolas. Elas colocam seus ovos dentro de suas vítimas e suas larvas, eventualmente, devoram o hospedeiro de dentro para fora.

Um grande número de espécies de vespas parasitas podem até controlar o sistema nervoso de seu hospedeiro. Um clássico exemplo é a larva da vespa Hymenoepimecis argyraphaga, que infesta a aranha Plesiometa argyra e faz suas vítimas criarem uma espécie de casulo para as larvas da vespa.

Wolbachia

5

Wolbachia é um gênero de bactérias que infectam artrópodes, incluindo uma alta taxa de insetos (cerca de 70% dos insetos). Essa bactéria tem um método "desonesto de sobrevivência. Em hospedeiros do sexo feminino, o germe pode pegar uma carona para a próxima geração a bordo de ovos da mãe.

Os machos são completamente desnecessários para a bactéria então ela mata os embriões masculinos das espécies ou os transforma em fêmeas. Em 2010 cientistas da Universidade do Estado de Michigan demonstraram que espécies deste gênero podem bloquear a duplicação do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue. A revelação foi publicada na revista científica PLoS Pathogens.

Borboletas enganadoras de formigas

6

Borboletas da espécie Niphanda fusca fazem a postura de ovos em plantas onde as formigas criam uma população de afídeos. Dos ovos nascem lagartas que se alimentam dos afídeos. Nesse caso, as formigas não defendem os afídeos, mas levam as lagartas para o seu formigueiro, onde serão alimentadas e onde serão elas a produzir melada, uma substância rica em açucares, utilizada pelas formigas. Quando as lagartas atingem o seu tamanho máximo, arrastam-se para a entrada da colônia onde se transformam em pupas, dentro de casulos. Duas semanas depois, as borboletas emergem dos casulos e levantam voo.

Larva do Olho

9

É um verme que se instala dentro do olho causando o surgimento de sintomas como irritação do olho, dor, coceira e vermelhidão do olho afetado. Na verdade é uma invasão deste órgão por larvas de várias espécies de nematodos.As principais espécies que causam este problema são Toxocara canis e Toxocara cati. Em casos mais graves pode provocar cegueira.

Geralmente a larva é eliminada do nosso organismo após 1 semana devido ao nosso sistema imunológico. Entretanto, em alguns casos pode ser necessário intervenções cirúrgicas.

Peixe comedor de línguas

7

O parasita Cymothoa exigua é o único parasita conhecido para substituir um órgão. Ele entra pelas brânquias dos peixes e se agarra na base da língua dos peixes.  O parasita destroi a língua do peixe e então se liga à base do que era a base dessa língua e se torna a nova língua do peixe.

Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+