Os 9 maiores animais aquáticos que já foram capturados

POR A Redação    EM Mundo Animal      25/06/15 às 21h56

Existe uma infinidade de animais aquáticos conhecidos. Os rios, lagos e mares ainda escondem muitas espécies que nem passam pela imaginação do ser humano. Existem também aves aquáticas que nadam ou mergulham na água, como as gaivotas, pelicanos e albatrozes.

Existem alguns animais que se destacam dentro de sua espécie. Quando são capturados pelo homem eles são considerados como verdadeiras raridades por serem difíceis de se encontrar e pela sua baixa ocorrência e registro. Na lista abaixo você vai conhecer quais são os 9 maiores animais aquáticos que já foram capturados pelo ser humano. Confira:

1. A maior lagosta

50
Essa lagosta foi capturada uma no estado de Maine, nos Estados Unidos. Ela era do tamanho de uma criança e pesava quase 13 quilos.

2. O maior peixe-gato

51
Esse peixe-gato foi capturado na Tailândia. O animal tinha quase 3 metros de comprimento.

3. A maior arraia de água doce

52
A Tailândia também foi responsável por esse. A maior arraia de água doce tinha 260 quilos e demorou 90 minutos para ser capturada.

4. O maior salmão

53
Com 1,27 metros e pesando quase 40 quilos, o salmão foi capturado na Califórnia.

5. A maior lula

54
Essa lula foi encontrada no Oceano Ártico. Com 6 metros de comprimento, o animal pesava cerca de 500 quilos.

6. O maior marlim-azul

55
Foi em 1984, no Havaí, esse marlim-azul foi capturado. Ele pesava 750 quilos e media mais de 5 metros.

7. O maior caranguejo-rei

56
Pesando cerca de 15 quilos, o caranguejo-rei foi localizado no norte do Oceano Pacífico.

8. O maior tubarão

57
O maior tubarão foi capturado no Mediterrâneo e media cerca de 6,5 metros.

9. O maior Alligator Gar

58

Esse peixe pesava nada menos que 105 quilos.

A Redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+