• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Fungos mutantes de Chernobyl

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      17/06/14 às 22h47

Chernobyl na Ucrânia tem níveis mortais de radioatividade, devido ao desastre com a usina nuclear que ficava no local, o local é considerado hoje o mais contaminado e perigoso do mundo. Porém, no que sobrou de um lugar que outrora era habitado pelos seres humanos, surgiu algo bizarro, um fungo capaz de se alimentar da radioatividade.

Mais insano ainda é saber que não se trata de uma única espécie, e sim de 37 espécies de fungos crescendo em Chernobyl, registradas até agora. A descoberta foi feita em uma simples inspeção de rotina, enquanto um dos robôs que vistoria o local de tempos em tempos, analisava o interior da usina e acabou encontrando uma meleca preta crescendo nas paredes do reator n° 4, o mesmo que explodiu e provocou a tragédia no ano de 1986.

Alguns especialistas já tentam dar os primeiros palpites de como é possível que um fungo sobreviva em um local com tanta radiação, a explicação mais aceita é da pesquisadora Ekaterina Dadachova que diz que "Os fungos estão usando um pigmento, a melanina, da mesma forma que as plantas utilizam a clorofila". Seguindo esse raciocínio os fungos estariam fazendo uma espécie de "radiossíntese", transformando a radiação abundante em energia.

Na usina, os fungos mais comuns são versões mutantes do Cladosporium sphaerospermum, que provoca micose, e a Penicillium Hirsutum, que ataca plantações de alho. Mas como essas espécies foram parar lá? O reator foi selado por uma caixa de concreto, o chamado "sarcófago", após o acidente de 1986. "Os fungos penetraram pelas brechas", acredita o biólogo Timothy Mousseau, da Universidade da Carolina do Sul.

É possível que os fungos saiam da usina e comecem a se espalhar pelo planeta. Cientificamente falando, eles poderiam sair da mesma forma que entraram, passando por brechas e rachaduras (que existem aos montes no local). Mas como vivem de radioatividade não se dariam muito bem do lado de fora, apesar de serem organismos extremamente adaptáveis vivem em um local muito hostil e teriam dificuldades em sobreviver do lado de fora.

E você o que acha disso?

Próxima Matéria
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+