Curiosidades

Segundo pesquisa, os brasileiros estão mais felizes esse ano

0

De fato, essa pode ser uma notícia surpreendente para muitos, mas nem apesar dos pesadores, os brasileiros estão mais felizes esse ano. Realmente, nem mesmo a pandemia causada pelo novo coronavírus, o Sars-CoV-2, conseguiu derrubar o povo brasileiro. Pelo menos, é o que afirma essa pesquisa que analisa como o brasileiro está se sentindo em 2020, se comparamos com o ano de 2019.

Esse é o resultado da pesquisa Global Happiness 2020, realizada pelo instituto de pesquisas Ipsos. Dito isso, em 2019, 61% dos brasileiros afirmavam estar felizes. Agora, no ano de 2020, essa pesquisa oscilou de uma maneira bastante otimista. Em comparação ao ano anterior, este ano, tivemos um aumento de 2%. Logo, 63% dos brasileiros se disseram felizes.

Estamos mais felizes que em 2019, mas já estivemos mais contentes em outros anos

De toda maneira, vale lembrar que esse dado não é o pico de humor do brasileiro. Segundo o instituto de pesquisa, desde o início da pesquisa, o ano que o brasileiro esteve mais feliz foi em 2013. Na época, 81% dos brasileiros se diziam contentes. Se por um lado, o Brasil esteve mais feliz em 2013 do que neste ano, o ápice da tristeza no país se deu em 2017. Portanto, há três anos, apenas 56% dos brasileiros responderam à pesquisa de maneira positiva. Mas, afinal, o que mudou do último ano para cá? Por que o brasileiro está mais feliz?

Ainda que estejamos no meio da pandemia, para muitas pessoas, essa acabou sendo uma forma de estar mais próximas daqueles que amam. Com isso, o brasileiro tem dado mais importância para as relações interpessoais. Conforme mostra a pesquisa, as pessoas estão mencionando menos a economia e a situação financeira para basear a própria felicidade. Ao invés disso, elas estão dando uma maior prioridade para as relações com os cônjuges ou namorados e amigos.

Em alguns casos, trabalhos voluntários ou de caridade também ajudaram a subir o nível de contentamento. Entre os motivos para isso, outro dado que se destaca está no fato de perdoar e ter sido perdoado mais vezes.

Qual o país mais feliz do mundo em 2020?

Na edição deste ano, a pesquisa analisou 27 países entre os dias de 24 de julho e sete de agosto de 2020. Assim, ao todo, foram ouvidas 19.516 pessoas, que foram ouvidas através de uma plataforma especializada da empresa. No caso do Brasil, 1.000 pessoas que residem aqui foram entrevistadas. Por isso, a margem de erra varia entre 3,5 pontos percentuais, seja para mais ou para menos.

Em todo caso, para muitas coisas, este não foi o ano do Brasil. No entanto, o foco do brasileiro está em outro lugar. “Se olharmos o ‘top 10’ das fontes de felicidade dos brasileiros, em primeiro lugar aparece a saúde física e mental, o que faz ainda mais sentido num contexto de pandemia. Depois, já na sexta posição, aparece a espiritualidade, que é uma dimensão que tem muita importância para os brasileiros, junto com alguns outros países, como a Arábia Saudita e a Malásia”, afirma Sandra Zlotagora Pessini, Diretora da Comunicação na Ipsos no Brasil.

Contudo, em outros lugares do mundo, há muito o que se comemorar. Por exemplo, mundialmente, a China é quem lidera a edição desse ano do ranking. No país, 93% se consideram felizes. Em seguida temos as seguintes nações no ranking: Países Baixos (87%); Arábia Saudita (80%); França (78%); e Canadá (78%). Do outro lado da linha da felicidade, o Peru lidera como país menos feliz desse ano, onde apenas 32% dos cidadãos se consideram felizes. Em seguida, temos: Chile (35%) e Argentina (43%).

Como seria X-Men 3 se Bryan Singer não tivesse saído da produção?

Artigo anterior

Alimentos que deveríamos evitar comer antes das 10 horas da manhã

Próximo artigo