Animals

Os curiosos círculos feitos com ossos de mamute há 20 mil anos

mamute
0

Cerca de 70 círculos misteriosos construídos com ossos de mamutes durante a Era do Gelo foram descobertos na Ucrânia e na Rússia. Estudos recentes comprovaram que um deles, que fica nos arredores da vila de Kostenki, a cerca de 500 km ao sul de Moscou, foi erguido há mais de 20 mil anos, o que faz dessa estrutura circular descoberta na região a mais antiga construída por humanos.

A maioria dos ossos encontrados no local investigado são de mamutes. No entanto, também foram usados ossos de rena, cavalo, urso, lobo, raposa-vermelha e raposa-polar na construção do misterioso círculo próximo a Moscou, que estava escondido por sedimentos há pouco mais de 30 centímetros abaixo do nível da superfície. Só de mamute foram usadas 51 mandíbulas inferiores e 64 crânios. 

Exeter University

Os círculos com restos de mamute

O estudo publicado na revista “Antiquity” foi conduzido por pesquisadores das universidades de Exeter, Cambridge e Southampton (Reino Unido), do Kostenki State Museum Preserve (Rússia) e da Universidade do Colorado em Boulder (EUA). Os pesquisadores descobriram que, nesse lugar, foram usados pela primeira vez restos de madeira carbonizada e plantas dentro das estruturas circulares.

Isso indica que as pessoas queimavam madeira e ossos como combustível, e as comunidades que viviam lá aprenderam onde procurar plantas comestíveis durante a Era do Gelo. Ainda segundo a pesquisa, as plantas também poderiam ter sido usadas para a produção de venenos, medicamentos, barbante ou tecido.

A abundância arbórea da região é provavelmente uma das razões para a persistência humana nesta zona por muito mais tempo do que em outras áreas do norte da Europa. Foram encontradas, ainda, mais de 50 pequenas sementes carbonizadas. A explicação para isso é que se tratava de restos de plantas que cresciam localmente ou possivelmente restos de alimentos descartados depois de terem sido preparados.

Os círculos feitos com ossos de mamute mediam aproximadamente 9 metros de diâmetro. Os pesquisadores especulam que as estruturas pudessem ter sido usadas para armazenar alimentos (como a própria carne dos mamutes) ou ainda como palco para algum tipo de ritual.

Um fato importante é que ossos de mamute são grandes e pesados. Dessa forma, acredita-se que os caçadores não mataram todos os mamutes dos quais os ossos estão nos círculos, mas sim que coletaram os ossos em áreas que os animais faleciam, principalmente próximo a rios.

Exeter University

Frio extremo

O arqueólogo Alexander Pryor, da Universidade de Exeter, que liderou o estudo, disse que o local é um raro exemplo da presença de caçadores-coletores em um ambiente tão hostil. “O que poderia ter levado caçadores-coletores antigos a esse local? Uma possibilidade é que os mamutes e humanos teriam chegado à área em massa, porque havia ali uma fonte natural que forneceria água líquida descongelada durante o inverno – algo raro nesse período de frio extremo”, explicou o arqueólogo.

A última Era do Gelo atingiu seu estágio mais frio e mais severo há cerca de 23 mil anos, exatamente quando o local estudado estava sendo construído. “A arqueologia está nos mostrando mais sobre como nossos ancestrais sobreviveram nesse ambiente desesperadamente frio e hostil no clímax da última era glacial. A maioria dos outros lugares em latitudes semelhantes na Europa tinha sido abandonada a essa altura, mas esses grupos conseguiram se adaptar para encontrar comida, abrigo e água”, completou Pryor.

No entanto, acredita-se que algum tempo depois as comunidades responsáveis pela estrutura também abandonaram a região, considerando que o frio ficou ainda mais severo. Neste período, as temperaturas de Inverno ultrapassavam os -20ºC.

Outras descobertas incluem mais de 300 minúsculas lascas de pedra com apenas alguns milímetros de tamanho. As lascas prendiam outros nódulos de pedra em ferramentas afiadas com formas distintas, usadas para tarefas como abater animais e raspar suas peles.

Cientistas encontram artrópode de três metros

Matéria anterior

Parasita que controla mentes faz hienas se aproximarem de predadores

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos