Por que as portas dos banheiros públicos são cortadas embaixo?

POR Júlia Marreto    EM Curiosidades      11/01/17 às 18h25

Você está em um lugar público e precisa ir ao banheiro. Você vai, claro. A probabilidade de, praticamente, todo mundo já ter entrado em um banheiro público é muito grande e, mesmo que nunca tenha entrado, pelo menos já deve ter visto em filmes/seriados, etc. Pois bem, será que você já reparou que todas as portas dos sanitários nunca vão até o chão?

Tudo bem que não se trata de uma das experiências mais agradáveis que você passa na vida, raramente tem água, nunca tem papel higiênico, o chão - normalmente - está sujo, as paredes/portas pichadas... e mais uma infinidade de coisas. São poucos os banheiros públicos realmente bem cuidados. Bem, sabendo que as portas tem um "corte" sendo, às vezes, baixas demais para algumas pessoas, você já se perguntou por quê elas são assim?

Precisamos lembrar que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem.

02

É realmente necessário que essas portas seja "menores"? Afinal de contas, para que elas servem? Por que são assim?

De acordo com o agente de fiscalização do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul, essa é uma medida necessária para a segurança dos próprios usuários.

01

Em teoria, esses espaços servem para que a pessoa possa passar por ele caso fique trancado. Outro detalhe é a higiene das cabines. Essa abertura facilita a limpeza, além da circulação do ar. Além disso, essa abertura também facilita para a pessoa de fora saber se tem gente ou não usando.

E aí pessoal, o que acharam? Já sabiam para que serve esse corte nas portas dos banheiros públicos? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com alguma dúvida? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: juliamarreto

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+