CuriosidadesMundo Animal

7 criaturas pré-históricas que não eram tão perigosas quanto pareciam

0

Quando pensamos nos tempos pré-históricos imaginamos dinossauros gigantes e criaturas ferozes que atacavam tudo que viam ou que seriam capazes de nos esmagar sem nenhum esforço. A realidade mostrada nos Flintstones está longe de ser a real por vários motivos. Mas o dinossauro como pet, na mais louca das possibilidades poderia ser real, já que existem animais que não nos fariam mal.

Nem todas as criaturas pré-históricas eram perigosas. Podiam sim ser gigantes e assustadoras mas algumas delas não eram tão perigosas quanto o seu exterior aparentava. Algumas nem gigantes eram, mas com seu pequeno porte passavam um pouco de relutância para aqueles que as viam. Nessa lista falamos de algumas dessas criaturas que contrariavam seu esteriótipo e não eram tão perigosas quanto se imaginava.

1 – Archaeopteryx

Esse dinossauro viveu há cerca de 150 milhões de anos. Ele é um dos dinossauros mais famosos e viveu no Jurássico Superior no que hoje é o sul da Alemanha. O Archaeopteryx tinha garras e dentes afiados, mas seria inofensivos para os seres humanos porque tinham aproximadamente o tamanho de um corvo e pesava cerca de 1kg.

2 – Platybelodon

Esse mamífero não tinha uma aparência muito assustadora. Fazendo uma analogia com os dias modernos, ele se parecia com os elefantes, mas ao invés da tromba tinha uma protuberância que se parecia com um bico de pato. Ele dificilmente seria uma ameaça para nós, até porque eles eram herbívoros.

3 – Pterodaustro

Esse animal de aparência estranha pode parecer perigoso à primeira vista, mas não é bem assim. O Pterodaustro é um pterossauro datado de 105 milhões de anos. Ele vivia na América do Sul e se alimentava de plânctons e pequenos crustáceos através das cerdas salientes que tinha em sua boca.

4 – Gliptodonte

Esse animal viveu na época do Pleistoceno, por volta de 2.588.000 a 11.700 anos atrás. Ele se assemelha muito com os atuais tatus, mas se relacionaria mais com as tartarugas. O Gliptodonte chegava a ter o tamanho de um carro pequeno, mas era completamente inofensivo, também por se alimentar de plantas.

5 – Diprotodon

Esse animal fazia parte de uma espécie incomum conhecida como megafauna australiana. O Diprotodon media até três metros e pesava mais de 2.800 kg. Ele foi o maior marsupial a caminhar no planeta. O animal vivia em florestas, bosques e campos abertos e se alimentava das folhas, arbustos e gramíneas que encontrava por lá.

6 – Megatério

Esse gigante uma vez foi endêmico na América do Sul. Eles mediam cerca de seis metros e pesavam quatro toneladas, se aproximando ao tamanho de um elefante. O Megatério era um gênero de preguiças, e como as atuais, o animal era muito lento e herbívoro, não sendo uma ameaça para nós humanos.

7 – Mimni

Esse dinossauro era um pequeno ankylosauria e era blindado. Ele viveu no período cetáceo, cerca de 119 a 113 milhões de anos atrás. O Mimni tinha cerca de três metros e pesava uns 300 kg. Para sua época ele era um animal pequeno e se alimentava de plantas.

Mulher encontra uma lente de contato no seu olho que estava perdida há 28 anos

Matéria anterior

O mistério dos vídeos 333-333-333

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.