Se nós viemos dos macacos por que ainda existem macacos no zoológico?

POR Fabiana Souza    EM Mundo Animal      17/09/15 às 18h39

Muito se fala sobre uma das vertentes da Teoria da Evolução (evolucionismo) e de suas afirmações. A principal delas sobre "o homem ter vindo do macaco"; O fato é que todas as teorias que já foram criadas a respeito da origem da vida geram polêmica e discussão.

Desde os primeiros anos de vida, o homem já tem dentro de si a vontade de conhecer o seu passado, a sua origem. Começando pelo pais, avós, tataravós, até os nossos ancestrais. Todos temos curiosidade em saber de onde viemos, para quê viemos e para onde vamos. E para dar início a essa resposta é preciso primeiro responder "De onde surgiu a vida?". Pois é, o que todas as teorias tem em comum é a busca pela resposta dessa pequena pergunta.

Uma das polêmicas envolvendo as teorias de origem da vida vem do evolucionismo, muitas vezes iniciada pelos adeptos do criacionismo - Teoria da criação que dita que o homem foi moldado por Deus a sua imagem e semelhança - sobre a afirmação que nós viemos dos macacos. A dúvida é a seguinte: Se nós viemos dos macacos, por que ainda existem macacos? Porém, o que muitos não sabem é que essa pergunta capciosa não pode ser respondida. O porquê? Porque ela já começa errada. Se Charles Darwin visse alguém fazendo esse tipo de pergunta ele certamente morreria de raiva, pois o naturalista nunca disse isso.

aa

Entenda

O que Charles Darwin quis dizer quando falou do nosso parentesco com os macacos é que, há milhões de anos atrás tivemos um ancestral em comum, que deu origem a espécie que viria a se tornar os homo sapiens e a outra que viraria o macaco que conhecemos hoje em dia. Por isso as nossas semelhanças genéticas.

Estudos sobre fósseis e análise de DNA chegaram a conclusão de que um ancestral que vivia há 7 milhões de anos na África Ocidental teria dado origem a essas espécies. Então o que há entre o homem e o macaco atual é um parentesco, eles não são nossos "pais" e sim nossos "primos". Os chimpanzés africanos, por exemplo, têm a mesma disposição de órgãos internos, o mesmo número de ossos e quase a mesma configuração genética que o homem (98% de semelhança).

Não somos a evolução da Chita, fique tranquilo. Além de sermos diferentes, cada espécie seguiu sua própria linha de evolução e como sabemos bem, o homo sapiens se mostrou melhor e mais inteligente.

Conheça a evolução das espécies:

Dryopithecus

dryopithecus

A mais antiga linhagem dos primatas viveu há mais 26 milhões de anos e deu origem tanto os hominídeos (antepassados do ser humano) quanto macacos (os primatas que conhecemos hoje). Ele habitava as florestas da Africa e tinha presas grandes, o crânio menos desenvolvido e os membros curtos.

Ramapithecus

00a5544d8e1e9eba02caee261019ab69

Habitante terrestre há mais de 16 milhões de anos. A espécie foi descoberta há pouco tempo, nos anos 60. Pois, como tinha as presas pequenas os cientistas confundiram seus fósseis com os de outras espécies.

Australopithecus

PENTAX Image

Essa espécie de hominídeo é a mais próxima da nossa espécie. Era uma mistura das espécies anteriores e viveu na Terra há cerca de 11 milhões de anos. Assim como nós, o Australopithecus andava sobre as duas pernas. Porém, tinha a estatura baixa, em média de 1,50 de altura e o cérebro menor.

Homo neanderthalensis

6a0120a6ef4079970b0120a81e3f12970b

Quase chegando ao que somos hoje, a espécie tinha 1,64 de altura em média, com o rosto comprido e enormes narinas. Surgiu há 300 mil anos e foi responsável pela segunda divisão que originou os homo sapiens como são.

Homo sapiens

Neandertales-convivieron-con-humano-1765298

Enfim, nós. O Homem sábio, em látim, foi a única espécie que não se extinguiu. Nós estamos vagando por aqui há 300 mil anos e atingimos a aparência que temos hoje em dia há apenas 50 mil anos. Dentre as características principais estão o cérebro altamente desenvolvido, bípede e sem todos aqueles pelos.

Fabiana Souza
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+