Descobertas arqueológicas podem surpreender até mesmo os arqueólogos que estão a sua procura. Essa descoberta em um pequeno selo de argila em Jerusalém, que é uma peça do tamanho de um botão, prova a existência histórica do governador da cidade, um cargo falado várias vezes na bíblia.

Essa peça foi encontrada em uma série de escavações na Praça do Muro das Lamentações e, segundo a autoridade de antiguidades de Israel, essa peça é datada de 2.700 anos e é do período chamado Primeiro Templo.

Ele foi achado nos meio nas ruínas de um edifício do século VII ou VI a.C. e a peça tem um desenho de duas pessoas, uma em frente à outra, com os rostos sem detalhes o que deixa impossível identificá-los. E na parte inferior, existe uma inscrição em hebraico que é possível ler: "Pertencente ao governador da cidade”.

Publicidade
continue a leitura

Achado

Publicidade
continue a leitura

Os professores da Universidade Hebraica de Jerusalém e da Universidade de Tel Aviv, Tallay Ornan e Benjamin Sass respectivamente, dizem que essa inscrição fazem referência a um título que "é conhecido pela Bíblia e por documentos extrabíblicos e é aplicado a um oficial designado pelo rei”.

Segundo a arqueóloga Shlomit Weksler Bdolah, o cargo de governador da cidade era um lugar de alta hierarquia política parecido com a de um prefeito na atualidade. Na bíblia, esse cargo é falado várias vezes, mas não tinha sido encontrada nenhuma prova de que ele realmente existisse.

Publicidade
continue a leitura

A arqueóloga ainda disse que o achado "fazia parte de um importante documento e era uma espécie de logotipo ou uma pequena lembrança em nome do governador da cidade”. Bdolah ainda disse que talvez o lugar em que eles estavam fazendo as escavações provavelmente foi o destino de envio do documento por algum político.

Publicado em: 23/01/19 18h22