Curiosidades

Victor Hespanha foi o 1° turista espacial brasileiro

0

O turismo espacial sempre rodeou nossas mentes e empresas grandes, como SpaceX, Boeing, Virgin Galatic, Blue Origin e SNC, que têm projetos para fazer com que esse sonho se torne realidade. Aqueles não astronautas que puderem e quiserem pagar pela viagem ao espaço farão uma viagem inesquecível em suas vidas.

Além do mais, os voos de turismo espacial se tornaram realidade depois que Richard Branson foi o primeiro homem não astronauta a ir para fora da Terra. A viagem não foi tudo, já que ele também entrou para a história fazendo um voo até a borda do espaço.

Desde então, o turismo espacial veio se tornando cada vez mais real, com outras empresas oferecendo voos para fora do nosso planeta. Dentre as pessoas que já tiveram essa experiência está o brasileiro Victor Correa Hespanha, de 28 anos.

Primeiro turista espacial brasileiro

Veja

“Eu realmente não sei o que falar direito. Foi muito emocionante, indescritível, surreal”, disse ele sobre suas primeiras impressões do bate-volta no espaço.

Ele fez vários vídeos curtos tentando explicar e comentar como foi o seu voo de 10 minutos que fez com que ele fosse o primeiro turista espacial do Brasil, e o segundo brasileiro a ir ao espaço.

O voo que Victor fez foi pela Blue Origin, empresa do bilionário Jeff Bezos. Para a ida ao espaço o jovem levou uma bandeira do Brasil. Ele estava no assento de número dois, e junto com ele tinham mais outras cinco pessoas. Ao todo, o voo durou aproximadamente 10 minutos.

A experiência que Victor teve fora da Terra foi a mesma de Bezos em julho do ano passado. No voo, todos os seis tripulantes eram turistas espaciais e não tinha nenhum astronauta profissional a bordo. Isso pôde ser feito porque a nave não precisa de piloto.

Voo

G1

Esse voo espacial foi do tipo suborbital, ou seja, uma espécie de bate-volta. Nesse tipo de voo, o foguete chega a uma altitude máxima, aproximadamente 100 quilômetros, e depois cai em queda livre de volta ao nosso planeta.

Já de volta à Terra, Victor contou que está vivendo um sonho de criança. “Estou realmente muito feliz, o medo não importa, se tiver com medo, a gente vai com medo, todos aqui estão muito felizes e o medo ficou em segundo plano”, disse ele.

Inicialmente, a tripulação de Victor era para ter decolado no dia 20 de maio, mas a viagem foi adiada por questões de segurança depois de uma vistoria no foguete. Felizmente, eles conseguiram decolar depois e ter a viagem de suas vidas.

Para ser o primeiro turista espacial brasileiro, Victor comprou um token não fungível (NFT) pela Crypto Space Agency (CSA) por quatro mil reais. Isso porque a CSA estava sorteando a viagem entre os compradores e o engenheiro de produção foi o sortudo da vez.

Além dele, o único brasileiro que foi ao espaço foi o astronauta e ex-ministro Marcos Pontes. Em 2006, ele passou oito dias na Estação Espacial Internacional. No caso de Pontes, o seu voo era do tipo orbital. Ele decolou da base de Baikonur, no Cazaquistão, a bordo da nave russa Soyuz-TMA.

Primeiro voo

Melhores destinos

O voo de Victor aconteceu nesse momento em que estamos vivendo uma corrida espacial de bilionários que estão dispostos a investir cada vez mais no turismo espacial. O engenheiro de produção foi ao espaço em um foguete da empresa de Jeff Bezos. E claro que o primeiro voo do foguete foi com o dono.

Em julho do ano passado, Bezos decolou às 10h12 horário de Brasília e pousou às 10h22. O voo teve somente 10 minutos e 22 segundos e junto do bilionário estava a bordo uma tripulação bem eclética, que não incluiu astronautas profissionais. Esse foi o primeiro voo civil sem piloto para o espaço.

A tripulação do voo foi composta por Mark Bezos, irmão de Jeff; Wally Funk, o piloto de 82 anos que nessa viagem se tornou a pessoa mais velha a ir ao espaço; e Oliver Daemen, de 18 anos, que foi a pessoa mais jovem a ir ao espaço e a primeira pessoa que pagou por isso. Nenhum funcionário da Blue Origin esteve a bordo, e a aeronave fez um voo autônomo.

Fonte: G1

Imagens: G1, Veja, Melhores destinos

Conheça o “Castelo do Cigano” que virou ponto turístico em Ribeirão Preto, SP

Matéria anterior

Rotina de Kiki, uma lhama de estimação, viraliza na web

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos