• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


10 fotos trágicas que mostram o esquecido massacre na Polônia feito pelos nazistas

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      30/05/19 às 18h19

Quando pensamos nos crimes dos nazistas contra a humanidade, o exemplo mais óbvio é o terrível assassinato sistemático de cerca de 6 milhões de judeus em toda a Europa. Entretanto, o Holocausto não representa a extensão total do genocídio nazista. Além dos inimigos mortos em batalha, os nazistas assassinaram aproximadamente 11 milhões de pessoas. Um dos grupos mais devastados foi civis poloneses não judeus. Os nazistas mataram pelo menos 1,8 milhão de poloneses étnicos, com algumas estimativas chegando a 3 milhões. Esses assassinatos foram realizados na Polônia ocupada pelos nazistas. Estes estavam a serviço do Lebensraum, um conceito colonialista que demandava a expansão das fronteiras germânicas para além do leste. Por essas razões, preparamos uma lista com 10 fotos trágicas que mostram o esquecido massacre na Polônia feito pelos nazistas. Até porque a história não foi feita para ser esquecida.

Generalplan Ost foi uma iniciativa que detalhou o extermínio dos povos eslavos ao leste da Alemanha. Os nazistas esperavam que a invasão da Polônia em 1939 chancelasse a remoção e o extermínio de dezenas de milhões de poloneses, além de outros povos eslavos da Europa Oriental. Com isso, abririam caminho para o reassentamento planejado da área com alemães "racialmente puros".

Em agosto de 1939, o discurso de Hitler sobre a invasão na Polônia explicitamente declarava como seus soldados tratariam os civis poloneses. "Mate sem piedade todos os homens, mulheres ou filhos de ascendência ou língua polaca".

Da mesma forma, o líder da Schutzstaffe (SS), Heinrich Himmler, ressaltou: "Todos os especialistas poloneses serão explorados em nosso complexo industrial militar. Mais tarde, todos os poloneses desaparecerão deste mundo. É imperativo que a grande nação alemã considere a eliminação de todo o povo polonês como sua principal tarefa".

Os nazistas esperavam executar 85% de todos os poloneses e manter os 15% restantes como escravos. A preparação nazista para essa destruição começara bem antes de se concretizar. Ao longo do final da década de 1930, os nazistas estavam elaborando uma lista de cerca de 61.000 civis poloneses proeminentes (acadêmicos, políticos, padres, católicos e outros) para serem mortos.

Em 1939, os líderes nazistas distribuíram esta lista aos esquadrões da morte da SS. O objetivo era executar os civis da lista, assim como qualquer outra pessoa considerada uma ameaça.

Além da execução sistemática de indivíduos específicos, os nazistas mataram civis quando a Força Aérea Alemã começou a bombardear cidades. Mesmo aquelas que não tinham valor militar ou estratégico. Estima-se que mais de 200.000 civis poloneses tenham morrido devido ao bombardeio aéreo na Polônia.

"Os civis e soldados poloneses são arrastados para todos os lugares", disse um soldado. "Quando terminamos nossa operação, toda a aldeia está em chamas. Ninguém ficou vivo, também todos os cães foram mortos".

Enquanto a guerra avançava e a Alemanha assumia o controle total da Polônia, os nazistas colocaram em prática procedimentos de genocídio sistemático. Retiraram cerca de 1,5 milhão de civis poloneses de suas casas, substituindo-os por alemães. Adiante, deslocaram-nos para os campos de trabalho escravo e alguns dos mesmos campos de extermínio onde os judeus foram massacrados.

Ao menos 150.000 poloneses não judeus foram enviados para Auschwitz, com outros 65.000 morrendo no campo de concentração de Stutthof, criado especificamente para poloneses. Os que resistiram a tais deportações e assassinatos em massa, como os da resistência na Revolta de Varsóvia (1944), foram presos e mortos sem misericórdia.

Ao mesmo tempo, os nazistas sequestraram milhares de mulheres locais durante as invasões do exército das cidades polonesas. Elas foram enviadas para servir como escravas sexuais em bordéis alemães. Enquanto isso, jovens crianças polonesas com certas características físicas desejadas (como olhos azuis) também foram sequestradas pelas autoridades alemãs.

Essas crianças foram forçadas a uma série de testes para determinar sua capacidade de "germanização". As que passaram nos experimentos foram reassentadas em famílias alemãs "puras", enquanto as que falharam, foram executadas ou enviadas para campos de extermínio.

Isso aconteceu com cerca de 50.000-200.000 crianças, com 10.000 delas mortas no processo. A maioria delas nunca conseguiu se reunir com suas famílias após a guerra.

Chocante? Pois é. Por mais terrível que tudo isso seja, dificilmente faz jus ao que deve ter sido o verdadeiro horror para aqueles que sofreram na Polônia. Acompanhe, agora, 10 fotos trágicas que mostram o esquecido massacre na Polônia feito pelos nazistas.

1- Crianças polonesas se alinham dentro de um campo de trabalho nazista (1942-1943)

2- Um nazista se prepara para atirar em um homem durante os massacres (1939-1940)

3- Extermínio de um polonês (1943)

4- Nesta foto, homens poloneses são baleados em retaliação pela morte de um soldado alemão

5- Os nazistas assassinam civis poloneses em Leszno (1939)

6- Reféns poloneses, incluindo padres católicos romanos, com as mãos levantadas em Bydgoszcz (setembro de 1939)

7- Seleção de crianças polonesas (data não especificada)

8- Soldados nazistas levam um grupo de mulheres polonesas para o extermínio em uma área florestal

9- Soldados nazistas zombam de cerimônias católicas (1945)

10- Um prisioneiro de guerra polonês é interrogado por oficiais alemães após a insurreição fracassada (1944)

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+