Curiosidades

A tecnologia aérea nazista que aterrorizou seus inimigos

0

A ideologia associada ao Partido Nazista, ao Estado nazista, foi uma ditadura que deixou marcas de atrocidades no mundo. O nazismo apoiava teorias como a hierarquia racial, sendo que os povos germânicos (chamados de raça nórdica) eram descritos como os mais puros da raça ariana e eram, portanto, vistos como a “raça superior”.

Não é novidade nenhuma que as atrocidades cometidas por essa ditadura marcaram o mundo. A Segunda Guerra Mundial foi um período traumático para a humanidade. Milhares de pessoas morreram nas batalhas e outras tantas foram capturadas e levadas para os campos de concentração. Como por exemplo os judeus, negros e gays que viviam na Alemanha nesse período.

E no período da Segunda Guerra, a Força Aérea alemã, chamada Luftwaffe, era bastante superior às outras. E isso assustava o mundo todo. A tecnologia que os exércitos de Adolf Hitler tinham era bastante impressionante, e não somente nas forças aéreas.

Hitler foi vanguardista em vários aspectos e colocou a Alemanha como a maior potência bélica do mundo. Mas graças aos Aliados, os nazistas não conseguiram um tempo para completar os projetos que poderiam ter mudado os rumos de todo o conflito.

Para se ter uma ideia, a Alemanha foi o primeiro país do mundo a desenvolver uma nave espacial e também esboçou os primeiros projetos de aviões que eram invisíveis aos radares. Segundo especialistas, Hitler fez com que sua força aérea estivesse praticamente meio século à frente do resto dos países na época. E por causa disso, é que ele conseguiu estabelecer uma base para tecnologia aeronáutica moderna.

“O poder destrutivo e as técnicas utilizadas foram tão avançadas que até o último momento, Hitler ainda tinha esperanças de ser capaz de acertar aliados surpresa”, disse o escritor José Lesta, em seu livro O enigma nazista.

Tecnologia

Vários exemplos podem ser citados como um dos primeiros aviões a jato ou os bombardeios gigantes que conseguiam voar por milhares de quilômetros e não precisavam ser recarregados.

O que os historiadores dizem é que Hitler tinha o propósito de bombardear os Estados Unidos. E para fazer isso, ele precisava de aviões que pudessem chegar rápido ao país.

O projeto mais futurista, e avançado tecnologicamente para a época, é o chamado Bombardeiro Suborbital Sänger-Bredt. Essa aeronave seria capaz de alcançar uma altitude espacial e voar a match 20. Isso significa que ela teria vinte vezes a velocidade do som. E com essa aeronave, a missão de Hitler de bombardear Washington seria completada em apenas 27 horas.

“Sem dúvida, o mais futurista e à frente de seu tempo. O projeto com a qual os nazistas queriam bombardear os Estados Unidos era o Suborbital Bomber Sänger-Bredt. De longe o segredo mais ousado da invenção de aviões alemães”, explicou Lesta.

Base

Mas conforme os Aliados começaram a avançar, grupo oponente ao Eixo, do qual a Alemanha fazia parte, os projetos nazistas foram mudando. Eles começaram a focar em projetos mais urgentes e menos ousados. E com isso, deixaram o bombardeio de lado.

Mesmo com o projeto deixado de lado, o trabalho realizado por Eugen Sänger, o engenheiro aeroespacial austríaco, estabeleceu vários precedentes para a aviação moderna. Segundo alguns pesquisadores, os avanços tecnológicos que Eugen Sänger introduziu foram utilizados até mesmo pela NASA em seus projetos espaciais.

Essa pode ser a verdadeira razão pela qual Hulk apanhou de Thanos

Matéria anterior

7 principais documentos vazados após a prisão de Julian Assange, cofundador do WikiLeaks

Próxima matéria

Comentários

Comentários não permitidos.

Mais em Curiosidades

Você pode gostar