Entretenimento

15 ilustrações que provam que o amor verdadeiro pode ser a melhor coisa do mundo

0

Estar num relacionamento nem sempre é uma tarefa fácil. Dividir a vida com alguém requer muitas habilidades, sendo as principais: respeito, companheirismo, altruísmo e saber amar. Independente de idade, tipo de relacionamento, tempo, etc., são poucos os casais que sabem levar a vida juntos de uma maneira leve e divertida.

Não estamos dizendo que não existam brigas e desavença, afinal de contas, isso é algo extremamente normal. Mas não quer dizer que estar com alguém deva ser uma vida séria. Pelo contrário, quando se está com alguém é para – ambos – somarem e se ajudarem.

A artista Catana, de Saragota Springs (EUA), criou uma série de quadrinhos baseados na vida com seu namorado, John. Ela mostra as tentativas de viverem a vida adulta, além do companheirismo de ambos. A artista consegue capturar de maneira hábil e sagaz situações cotidianas e que, por vezes, não são nenhuma novidade para qualquer casal, transformando-os em momentos de fofura e carinho, transbordando amor.

Precisamos lembrar que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem. Sendo assim, nós aqui da redação da Fatos Desconhecidos selecionamos uma listinha com 15 ilustrações que provam que estar em um relacionamento pode ser a melhor coisa do mundo. Confira:

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

 

13

14

15

Então pessoal, o que acharam dessas ilustrações? Se identificaram com alguma dessas situações? Para vocês, é melhor namorar ou estar solteiro? Por que? Encontraram algum erro? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Oscar 2017 – Leonardo DiCaprio volta para apresentar o prêmio de melhor atriz

Matéria anterior

Como é a cela em que Eike Batista está preso?

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.