• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

5 coisas ridículas que você provavelmente acredita sobre o Islã

POR Mateus Graff    EM Entretenimento      17/10/17 às 15h18

Islamismo, Islão ou islã é uma religião abraâmica monoteísta articulada pelo Alcorão, um texto considerado pelos seus seguidores como a palavra literal de Deus e pelas palavras e ensinamentos de Maomé, que é considerado pela religião o último profeta de Deus. Um adepto do islamismo é chamado de muçulmano. O quanto vocês sabem sobre essa religião?

Muitas pessoas por aí tem algumas impressões errada sobre a religião, como, por exemplo, que essa sempre foi uma religião violenta. Porém, a história prova o contrário. E foi pensando em coisas assim que nós resolvemos fazer essa matéria com as 5 coisas ridículas que você provavelmente acredita sobre essa religião, confiram:

1 - Muçulmanas são obrigadas a usar burca

Quando falamos e Islã, uma das primeiras coisas que vem em nossa cabeça são aquelas mulheres usando burca. Em alguns países, como Irã e Arábia Saudita, realmente existem leis que exigem que as mulheres usem a burca. Porém, nesses países estão concentrados menos de 5% dos muçulmanos de todo o mundo. Para vocês terem uma ideia, na França existem cerca de 3 milhões de mulheres muçulmanas. A polícia local descobriu que apenas 367 mulheres usam a burca.

No resto da Europa, os números são ainda mais desastrosos. Na Bélgica, por exemplo, existem cerca de 500 mil mulheres muçulmanas, e apenas algumas dúzias usam burcas. Sendo assim, precisamos ter em mente que a burca não é algo obrigatório da religião islã, mas sim o costume exigido por algumas regiões.

2 - Muçulmanos e árabes são a mesma coisa

Se você acredita que muçulmanos e árabes são a mesma coisa, caro amigo, saiba que você está redondamente enganado. Apenas 20% da população muçulmana mundial é árabe ou do norte da África. Sim, não podemos negar que para muitas pessoas ser muçulmano é a mesma coisa que ser árabe, mas a Fatos Desconhecidos explica para vocês a diferença. Islâmico se refere à religião propriamente. Muçulmanos é como são chamados os seguidores do Islã. Agora os árabes são uma comunidade linguística e cultural. Cerca de 80% dos muçulmanos de todo o mundo não são árabes. E para deixar isso ainda mais claro, cerca de 12 milhões de árabes são cristãos e centenas deles são judeus. Entendeu agora a diferença de árabes e muçulmanos?

3 - Islamismo é uma religião violenta

Os muçulmanos nem sempre tiveram fama de sanguinários. Vamos usar como exemplo as Cruzadas e a Inquisição, que fizeram milhares de judeus e muçulmanos sentirem as espadas cristãs ou mesmo o calor das fogueiras em que eram queimados. É claro que existem alguns trechos violentos no Alcorão, mas também não deixam de existir trechos que incitam a violência na Bíblia e no Torá. Apesar do catolicismo ter matado e torturado muita gente no passado, a religião não é vista como violenta.

Porém, graças a grupos como Al-Qaeda e Hamas, o islamismo é vista com uma religião violenta. Osama bin Laden é outro exemplo que podemos citar. Ele e outros radicais islâmicos interpretam o jihad como querem, e o usam para justificar seus ataques. Vamos citar o caso de Maomé. Ele foi um líder religioso, político e militar árabe. Segundo a religião islâmica, Maomé é o mais recente e último profeta do Deus de Abraão. Pois bem, ele tinha um código de conduta distinto entre os guerreiros islâmicos, que incluía não ter mortes de mulheres, crianças ou inocentes, não matar o gago ou outros animais, sem queimar ou destruir árvores e pomares.

4 - O Islã está preso a Idade das Trevas

A expressão Idade das Trevas para se referir à Idade Média foi muito utilizada no passado. A Idade Média foi uma época com pouco desenvolvimento cultural, pois a cultura foi controlada pela Igreja Católica. As pessoas tem grandes estereótipos negativos sobre o Islamismo. Seja que a religião ideia as mulheres, é violento ou mesmo que a religião odeie qualquer tipo de progresso científico, mas as coisas não são bem assim. Segundo uma pesquisa feia nos EUA, cerca de 45% dos muçulmanos americanos acham que a evolução é a melhor explicação para a origem da vida humana na Terra. Considerando que 24% dos cristãos acreditam na mesma coisa. A porcentagem de muçulmanos que acreditam na evolução cientifica para a origem da vida é aproximadamente igual a dos americanos em geral, cerca de 48%.

Falando em evolução, os muçulmanos tem um belo histórico. A ciência e a matemática que o digam. Foram os muçulmanos que inventaram a álgebra, por exemplo. Mas eles também tiveram grandes avanços na geografia, na exploração das artes, da arquitetura, da filosofia, desenvolvimento urbano e medicina. Portanto, quando você vê alguém falando por aí que a religião Islâmica é atrasada, diga que tal pessoa não sabe de exatamente nada.

5 - Muçulmanos não acreditam na existência de Jesus Cristo

Bom, eles acreditam em em Jesus Cristo sim, mas não dá mesma forma que os cristãos acreditam. Na verdade, na concepção islã, Jesus não possuía nenhuma divindade, ele não é considerado Deus e nem mesmo filho de Deus. Eles consideram o nascimento de Jesus um grande milagre e um sinal do se poder. No islamismo, Jesus foi apenas um mensageiro enviado por Deus para orientar seu povo, fazendo o povo adorar um Deus único, como criador de tudo e de todos. Eles não acreditam no conceito de trindade, onde Deus existiria como três pessoas separadas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Mas e você, já sabia de todos esses mitos sobre o Islã? Comentem!

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+