5 descobertas espaciais épicas que foram feitas em 2020
Tempo de leitura:2 Minutos, 39 Segundos

5 descobertas espaciais épicas que foram feitas em 2020

A astronomia é uma das ciências mais antigas do mundo. Mesmo estando presente em diferentes fases da história da humanidade, nunca houve tantas descobertas incríveis como hoje, afinal, a tecnologia e seus adventos têm auxiliado, e muito, as inúmeras pesquisas que são promovidas no setor. Para provar que não estamos apenas jogando saliva fora, decidimos fazer uma lista com as descobertas espaciais mais intrigantes que foram feitas em 2020.

Confira, agora, quais foram os principais eventos e descobertas astronômicos registrados pelos seres humanos e noticiados pela mídia no ano passado.

1 – Ondas de rádio de um mundo estranho

Todos nós sabemos que os planetas do sistema solar emitem ondas de rádio, especialmente Júpiter, que possui intensos campos magnéticos. Mas, até o ano passado, ninguém jamais havia captado ondas de rádio de um planeta que está além do sistema solar.

De todas as descobertas que foram divulgadas em 2020, essa é uma das que deixaram os pesquisadores de boca aberta. Pela primeira vez na história, um grupo de cientistas conseguiu detectar ondas de rádio sendo emitidas por um planeta que fica no sistema Tau Boötes, há apenas 51 anos-luz da Terra.

2 – Bolhas gigantes no halo da Via Láctea

Em 2020, os cientistas conseguiram criar um mapa de todo o sistema solar realizando um levantamento de imagens com o telescópio de raios-X eROSITA, que está no observatório SRG (Spektrum-Roentgen-Gamma).

Durante o mapeamento, os pesquisadores se depararam com uma extraordinária estrutura circular de gás quente abaixo do plano da Via Láctea. A estrutura ocupa a maior parte do céu a sul. A descoberta é inovadora porque, até então, conhecia-se apenas a “Espora Polar Norte”, uma estrutura semelhante à recém-descoberta.

Antes, os cientistas acreditavam que “Espora Polar Norte” originou-se de uma velha explosão de supernova. No entanto, com a nova descoberta, o cenário mudou completamente. Agora, os pesquisadores acreditam que as estruturas a norte e a sul sao remanescentes de um único conjunto de bolhas em forma de ampulheta que emergiram do centro galáctico.

3 – Um foguete perdido

Os cientistas descobriram um novo “minimoon” em 2020 – um dos vários objetos que estão no espaço e acabam em órbita ao redor do nosso planeta. Após uma análise realizada por profissionais, descobriu-se que o objeto em questão era um foguete propulsor Centaur, de estágio superior. Em suma, o foguete foi usado em 1960, para lançar a espaçonave Surveyor 2 à lua.

4 – Círculos de ondas fantasmas de rádio

Em 2019, os cientistas descobriram círculos de ondas fantasmas de rádio. A descoberta só foi divulgada em 2020. Os círculos de ondas fantasmas de rádio foram captados por um radiotelescópio. Até hoje, os pesquisadores não sabem se são remanescentes de supernovas ou efeitos ópticos, comumente conhecidos como anéis de Einstein.

5 – Um milhão de novas galáxias

Um radiotelescópio australiano mapeou 83% do universo por exatas 300 horas e revelou a existência de 3 milhões galáxias, um milhão das quais nunca tinham sido vistas antes. O Australian Square Kilometer Array Pathfinder (ASKAP) conta com 36 antenas para registrar o céu, mas esta foi a primeira vez que todas as 36 foram usadas de uma só vez em um único projeto.