6 invenções que vão transformar seu emprego em um verdadeiro inferno

POR Rafael Miranda    EM Ciência e Tecnologia      19/10/15 às 18h50

Ter emprego, não só constitui o principal recurso que sustenta a maioria das pessoas como também lhes permite plena integração social. Por isso, a maior parte dos países reconhece o direito ao trabalho como um dos direitos fundamentais dos cidadãos. Com a evolução da tecnologia, os empregos e a condição das pessoas que trabalham também evoluíram.

Em 1919, o Tratado de Versalhes, que pôs fim à Primeira Guerra Mundial, trouxe o conceito de direito ao trabalho. Assim, foi criada a Organização Internacional do Trabalho (OIT), uma agência especializada das Nações Unidas que lida com assuntos relacionados com trabalho e relações de trabalho.

As empresas tendem a adotar tecnologias lentamente, e raramente para o benefício das pessoas que dependem delas. Mas se você pensou que ia escapar de tecnologias que monitorassem mais os funcionários, você está enganado. As tecnologias que são citadas a seguir já foram criadas e estão sendo testadas em diversas empresas. É uma questão de tempo até que elas alcancem todo o planeta.

Leitor de retina

40

Se há uma coisa que vai fazer os trabalhadores ficarem bravos é o vídeo de treinamento de funcionários que diversas empresas usam para orientação. Estes vídeos podem cobrir tudo, desde assédio sexual até regras de etiqueta. Hoje em dia, muitas empresas encaminham seus empregados para uma página web que hospeda todos os vídeos e slide shows sobre a empresa para fazer o treinamento.

Para evitar que o empregado burle o sistema, a opção chamada "eye tracking" (leitor de retina), que utiliza a câmera de um computador ou dispositivo móvel faz com que os usuários sejam monitorados durante o treinamento.

Cartões de segurança dizem se você está de mau humor

41

É impressionante o que os computadores podem prever com informações aparentemente diversas. As empresas estão agora tentando entrar na diversão usando vários dados para destacar funcionários produtivos e padrões que indicam coisas como o humor do empregado.

Ao equipar o seu crachá com alguns microfones e sensores suficientes, os empregadores podem ser monitorados sobre o que eles estão falando e onde você está gastando seu tempo no escritório. Quando os responsáveis começam a analisar esses dados, eles podem detectar todos os tipos de padrões de comportamento de um funcionário.

Empresas podem detectar se você está planejando se demitir

42

A rotatividade de funcionários pode ser complicado para muitas empresas. Isso pode custar cerca de um quinto do que eles estavam pagando o antigo empregado apenas para encontrar um substituto. Duas semanas de antecedência raramente é tempo suficiente para entrevistar, contratar e treinar uma nova cara. E mesmo que fosse, o funcionário novo não vai ser tão produtivo quanto o antigo.

Com as modernas análises de dados, já é possível determinar quando os funcionários são susceptíveis a sair da empresa. Assim, é possível que a empresa se prepare com antecedência para o déficit. Uma série de fatores, desde testes de personalidade até o número de reclamações pode identificar riscos potenciais de demissão.

Pulseiras que monitoram a saúde

43

Um dos grandes problemas da atualidade é a obesidade. Produtos que controlam o movimento e a frequência cardíaca para determinar quanto exercício você está fazendo, já são realidade em empresas nos EUA. É uma maneira de descobrir o que está afetando e o que pode melhorar seu condicionamento físico.

É também uma ótima maneira para que sua companhia de seguros decida quanto cobrar de você. As companhias de seguros tipicamente usam dados genéricos como altura e peso para tentar determinar as chances de você ter problemas de saúde no futuro. Mas, se todo funcionário tiver esse tipo de dispositivo, a empresa pode saber exatamente se você é sedentário ou não.

Fonte: Cracked

Rafael Miranda
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+