Curiosidades

7 maiores ensinamentos de Aleister Crowley pra humanidade

0

Edward Alexander Crowley, ou apenas Aleister Crowley c como era conhecido, foi um membro da Ordem Hermética da Aurora Dourada e um dos mais influentes ocultistas do século XX. Independentemente das crenças religiosas ou espirituais de qualquer um, até mesmo a falta delas, o fato é que Aleister Crowley deixou a sua marca e fascinou milhares de pessoas com as suas filosofias. E embora exista uma grande mitologia e lenda a respeito de quem foi Aleister Crowley, também há muitos fatos sobre ele.

E se você procurar a fundo, e vasculhar a sua história, verá que mesmo sendo muito estranho e, às vezes, até bizarro, ele teve uma das vidas mais notórias do século passado e deixou um verdadeiro legado, para todos nós. Ele deixou para trás uma história rica de ensinamentos e crenças e até algumas afirmações polêmicas. Confira a seguir, 7 maiores ensinamentos de Aleister Crowley pra humanidade.

1 – O sinal “V” de vitória

Durante a Segunda Guerra Mundial, havia um simbolismo muito poderoso acontecendo, e de acordo com Aleister Crowley, o sinal aliado de “V” de vitória foi sua criação. E como sabemos, pelo desfecho da guerra, ele estava bastante certo disso. E de fato, ele fez o que reivindicou.

2 – Invisibilidade e a lâmpada da luz invisível

Depois de um desentendimento com a Ordem Hermética da Aurora Dourada, Aleister Crowley fundou a sua própria ordem, A Lâmpada da Luz Invisível. Foi enquanto escrevia suas cerimônias de autoiniciaçao, para a sua nova ordem que ele descobriu como se tornar invisível. O que, segundo ele, era bastante fácil quando se conhece os truques corretos. Mas Crowley afirmava que isso não tinha nada a ver com tornar-se realmente invisível, mas sim, controlar todos os outros ao seu redor para deixá-los desinteressados em fazer contato visual com você ou perceber a sua presença de alguma forma.

3 – Aiwass

Aiwass teve vários significados diferentes ao longo da evolução das crenças de Crowley. Em 1904, o ocultista escreveu O Livro da Lei, aparentemente como uma orientação do que era o mundo Aiwass. Né época, Crowley o pintou claramente como algo que existia fora de si e não como parte dele. O Livro da Lei foi idealizado para ser a nova religião, que ele esperava que fosse tornar todas as outras religiões obsoletas. A chamada religião Thelema, deveria vir para mudar o mundo. E para isso, tinha que vir como uma mensagem do além.

4 – Eucaristia de Crowley

A Eucaristia parece ser algo limitado ao Cristianismo, mas Crowley também usou como um de seus rituais mais secretos também. Para aqueles que eram considerados dignos para participar, esse era um ritual bastante óbvio que foi revelado em seus escritos. Mas se você não fosse digno, poderia vê-lo e nem saber a respeito. Mas ainda assim, ele deixou algumas informações a respeito desse ritual. Ele dizia que é simplesmente pegar algo comum, transformá-lo em Deus, e depois consumi-lo.

5 – Yoga de Crowley

Segundo Crowley, a yoga é um exercício para unir tudo o que somos, com tudo o que o mundo é. Para o ocultista, nada realmente existe sem outras coisas. No seu tratado de yoga, diz que o yoga é uma maneira de conectar nossas mentes e subconscientes ao mundo exterior. Ele diz que cada um de nós é yoga, pois é somente por meio da yoga que podemos realmente experimentar alguma coisa.

6 – Thelema

O conceito já existia há vários anos, mas Aleister Crowley inventou uma mistura de ideias ocidentais e misticismo oriental. E com isso, originou o Thelema. E mesmo que haja muita coisa a respeito escrita, essa é uma filosofia estranha, na medida em que pode ser aplicada de várias maneiras diferentes e interpretada de diferentes maneiras por cada indivíduo.

7 – Racionalidade da magia

Junto de suas instruções de como convocar demônios e demais descrições, Crowley também deixou uma explicação racional, de como funciona a convocação. De acordo com o oculista, os fenômenos mágicos são compostos por seis coisas: toque, paladar, olfato, visão, som e mente. Os cinco primeiros, dependendo de como são estimulados, podem causar alterações no cérebro. Essas, depois, se manifestam como resultados de magia. Então, quando a mente processa o que está recebendo dos sentidos, ela projeta os resultados, de volta ao mundo físico. Ou seja, isso significa que todos os demônios e anjos veem diretamente da mente da pessoa, que os conjura.

7 espécies de animais que o mundo perdeu nessa década

Matéria anterior

7 comandos mais perigosos do Windows

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Você também pode gostar