6 pessoas que culparam o diabo por seus crimes

POR PH Mota    EM Terror & Sobrenatural      30/12/16 às 17h14

Quando o assunto é possessão demoníaca, as coisas pode ficar preocupantes muito rapidamente. Mesmo que você acredite nessa possibilidade, é complicado saber quando o caso pode realmente se tratar do fenômeno paranormal ou uma enganação de alguém se utilizando dessa mitologia.

De qualquer forma, algumas pessoas se aproveitaram dessa crença para justificar seus crimes. Cada criminoso listado nesta página atribuiu a responsabilidade de seus atos ao dia do, o que não ajudou ninguém na hora de tentar se livrar da culpa por eles perante a justiça.

Confira alguns crimes que, segundo os acusados, foram cometidos sob mando ou influência de entidades demoníacas.

1 - Ricky Kasso

1

Ricky Kasso era um paciente de instituição de saúde mental e viciado em drogas que foi condenado depois de cometer crimes que alegou terem sido feitos em nome do demônio. Ele dizia ter recebido uma mensagem do diabo em forma de corvo negro. Depois do encontro, Kasso atraiu seu conhecido Gary Lauwers para uma floresta e enfiou uma faca em seu pescoço. Em seguida removeu os olhos da vítima e o enterrou no local.

2 - Bestas de Satã

2

Apesar da Itália ser conhecido pela força de sua fé católica, também possui uma série de cultos satânicos como resposta. The Beasts of Satan era um grupo de fãs de heavy metal que se diziam mensageiros de Satanás. Seu primeiro crime foi cometido em 1998, quando duas vítimas foram esfaqueadas e espancadas até a morte. Depois do crime, os assassinos subiram em suas covas e dançaram entonando gritos de provocação. "Agora vocês são zumbis", gritavam, "tentem sair dos buracos, se ousarem". Seis anos depois, um novo assassinato foi cometido pelo grupo, que foi condenado a 25 anos de prisão, com exceção do líder Nicola Spone, condenado à prisão perpétua.

3 - Grupo Ripper

3

Um grupo de serial killers liderado por Robin Gecht foi responsável por perseguir prostitutas entre 1981 e 1982, em Chicago, nos Estados Unidos. Satanistas devotos, eles tinham motivações mal direcionadas e estranhas, depois da leitura da Bíblia do Satanismo de Anton LaVey. Apesar da interpretação, porém, seus atos eram bem claros. Depois de pegar prostitutas nas ruas, o grupo ia até o apartamento de seu líder, ondem liam a bíblia satânica e profanavam o corpo da mulher morta, antes de comer sua carne. Todos os quatro integrantes do grupo foram condenados a pena de morte.

4 - Gótico russo

4

Em 2008, o russo Nikolai Ogolobyak atraiu quatro adolescentes para uma floresta perto de Yaroslavl e esfaqueou cada um deles exatamente 666 vezes. Em seguida, o homem arrancou as genitais das vítimas, removeu seus couros cabeludos e tirou partes dos músculos dos jovens para assar numa fogueira e comer. O crime foi cometido para poder gerar sangue suficiente para um sacrifício demoníaco.

5 - Padre Robinson

5

A Irmã Margaret Ann estava a um dia de seu aniversário de 72 anos quando foi estrangulada e esfaqueada cerca de 30 vezes. Nove das facadas deixaram a forma de uma cruz invertida em seu corpo. O líder de sua paróquia, Padre Robinson, foi apontado como suspeito desde o início, mas o caso continuou sem resposta por 20 anos, quando uma mulher denunciou o padre. Nas denúncias, ela dizia que o padre abusou sexualmente dela e obrigou a participar de rituais satânicos, sendo forçada a comer um olho humano e ser penetrada por uma cobra. A partir da investigação desse caso, as autoridades conseguiram conectar o padre ao assassinato de Margaret Ann.

6 - Ricardo Ramírez

6

Ricardo Leyva Muñoz Ramírez foi um serial killer que aterrorizou Los Angeles entre 1984 e 1985. Apelidado de "Night Stalker Ramirez", o assassino invadia as casas das vítimas e as matava com tiros e facadas além de estuprar e seus corpos. Suas vítimas eram bem variadas sendo a mais nova, uma garota de 9 anos de idade e os mais velhos um casal de mais de 60 anos. Capturado em 1985, Ramirez foi condenado à morte e permaneceu no corredor da morte da Califórnia por 23 anos até que morreu em sua cela em junho de 2013. Quando cometia assassinatos, o homem deixava pentagramas nos corpos das vítimas e nas paredes da casa, explicitando sua conexão com a crença no diabo.

A crença nas criaturas diabólicas é tão grande que pode gerar a conexão de ordens e motivações de crimes. Qual deles você achou mais bizarro?

PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+