7 acontecimentos grandiosos de Guerra Infinita que seriam impossíveis de ser adaptados

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      30/05/18 às 17h04

A adaptação cinematográfica existe desde os primórdios do cinema. Sem exageros. Quando a projeção se tornou possível, vários entusiastas usaram histórias já existentes para retratar em frente das câmeras. Mesmo com a evolução da tecnologia da área, o costume permaneceu. Dessa forma, se olharmos para a história do cinema, encontraremos várias obras baseadas em clássicos e best-sellers literários. Embora, de fato, o cinema e a literatura sejam duas artes diferentes - com suas próprias linguagens e narrativas - a comunicação entre ambos é perfeitamente possível. No entanto, sempre é necessário ter em mente que adaptação não é, de forma alguma, uma transposição direta do livro para a tela.

Sendo assim, chega a ser abominável ouvir "o livro é melhor". Existem obrigações que um filme adaptado precisa seguir, contudo, durante o processo de adequação, diversas mudanças serão realizadas. Apesar de péssimos exemplos ao longo dos anos, também temos vários filmes que conseguiram realizar o salto de forma satisfatória. Adaptar uma obra para qualquer meio é uma tarefa extremamente difícil e muito ingrata na maior parte das vezes. Em especial pelo público, já que até a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood reconhece o trabalho com uma categoria no Oscar.

Assim, nas últimas duas décadas o cinema tem visto muitos filmes baseados em histórias em quadrinhos. Em especial as de super-heróis. A Marvel Studios é a atual sensação no meio, tendo em Vingadores: Guerra Infinita o ápice de suas produções. O longa, claro, foi uma adaptação da Trilogia do Infinito, série clássica da editora. Pensado em toda dificuldade de adaptação, selecionamos algumas passagens da história que seriam um tanto quanto complicadas de colocar em tela, apesar de boa parte delas se darem por causa do caminho trilhado pelo estúdio.

1 - A dependência de Thanos da Senhora Morte

Uma decisão que o Universo Cinematográfico Marvel tomou foi tentar permanecer o mais próximo da realidade possível. Tanto que, com exceção de Thor, demorou um pouquinho até o estúdio introduzir o misticismo em suas histórias. Dessa forma, boa parte dos poderes apresentados têm uma explicação científica por trás. Eles conseguiram encaixar isso até na motivação de Thanos. O Titã realmente acredita que o genocídio de metade do universo irá salvá-lo. Por mais absurda que a ideia seja, a situação pode ser espelhada no mundo real. Esse caminho escolhido por ele é muito diferente da sua versão nos quadrinhos, onde tudo o que ele faz é para impressionar a Senhora Morte. Ele mata, brinca e tortura em nome dela. Thanos se coloca em uma posição de inferioridade, apesar de ter mais poder que a própria Morte.

2 - A mesa redonda de Odin

No caso, essa adaptação seria impossível por causa do próprio cenário montado nas histórias. Nos quadrinhos, Odin faz uma reunião na qual inclui os principais líderes de crenças ao redor do mundo para discutir a questão de Thanos. Nela, estão presentes Osiris do Egito, Zeus da Grécia, Svarog da Rússia e mesmo Manitou, um espírito indígena americano. Contudo, seria muito estranho ver esses personagens na história sendo que eles nunca apareceram antes. Os únicos deuses introduzidos no universo cinematográfico foram os de Asgard. Além disso, há o problema de Odin já estar morto nos filmes.

3 - Ataque cósmico

A Marvel Comics é cheia de personagens cósmicos superpoderosos. Alguns deles são tão fortes que chegam a ser considerados divindades. Talvez por isso o cinema tenha optado em não trabalhar com a maioria deles. Os Celestiais chegaram a aparecer, mas originalmente eles são seres assustadores e absurdamente poderosos - e isso ainda não vimos nos filmes. Como eles temos mais alguns tantos... Nos quadrinhos, há um momento no qual Thanos sofre um ataque combinado desses seres, incluindo a própria Senhora Morte e Mephisto. No filme, isso não seria possível porque, além de mais da metade deles não ter sido apresentados na história, alguns outros estão com a 21st Century Fox.

4 - Nebula roubar a Manopla

Em Desafio Infinito, Nebula sofre bastante nas mãos de Thanos. A primeira vez que aparece, ela está em estado vegetal, nem morta e nem viva - um castigo imposto pelo Titã por acreditar que ela tinha lhe contado uma mentira. Mesmo assim, ela consegue roubar a Manopla de Thanos e restaurar seu corpo. No entanto, sua saúde mental acaba afetada. No filme, até vemos a personagem ser torturada por ele, mas podemos dizer que seria impossível ver sua cena com a Manopla. Dentro no universo cinematográfico, Nebula não tem tanta importância como o Homem de Ferro ou o Capitão América, por exemplo. Conseguir enfraquecer o inimigo, ao menos nos filmes, ficará nas mãos dos heróis principais.

5 - Adam Warlock ataca de Freud

Depois que Nebula assume a Manopla, ela surta. A combinação das Joias do Infinito concede poder além da compreensão para seu portador. Ela não foi capaz de manter a sanidade e, por isso, precisa ser contida. O mais estranho é que Adam Warlock pede ajuda de Thanos para detê-la. Em uma conversa estranhamente civilizada, Adam aponta as crueldades cometidas por Thanos. Ele ainda vai além e diz ao Titã que o motivo pelo qual ele sempre perde é porque, no fundo, sabe não ser merecedor de tanto poder. As palavras mexem tanto com Thanos que ele aceita se juntar aos heróis para pegar a Manopla de Nebula. Difícil imaginar algo assim acontecendo nos filmes, certo?

6 - Adam acabar com a Manopla em mãos

A Trilogia do Infinito basicamente gira em torno das Joias do Infinito. Elas começam com Thanos, fazem um desvio com Nebula e terminam nas mãos de Adam Warlock. Dentro dessa história, o personagem é uma figura de grande importância, já no cinema... bem, ele sequer foi introduzido. Esse item se assemelha muito ao que já dizemos sobre a Nebula. Nos filmes, caso alguém, além de Thanos, use a Manopla do Infinito, essa pessoa será alguém dos Vingadores. Talvez Capitão América ou Tony Stark, correndo o risco de morrer em consequência.

7 - Thanos parar o Mjolnir

Na primeira vez que os heróis encontram com Thanos, eles fazem um ataque em conjunto para cima do Titã. No entanto, com a Manopla completa, nada o atinge, nem mesmo o Mjolnir. Thor lança seu martelo em direção ao adversário, no entanto, Thanos é capaz de pará-lo apenas com os dedos de uma mão. Nesse momento, os heróis sabiam que estavam encrencados. No filme isso seria impossível porque o Mjolnir já foi destruído por Hela em Ragnarok. Inclusive, a forma como ela o destrói é uma bela referência a esta cena.

Nos casos apresentados, as adaptações seriam impossíveis pelo caminho traçado nas histórias do universo cinematográfico ao longo desses dez anos. Comente com a gente quais dessas cenas você gostaria de ter visto em Guerra Infinita.

Via   CBR  
Imagens CBR SR MW PN UCC
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Instagram: @gabinoronhaf

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+