7 assassinatos brutais que foram ligados à feitiçaria

POR Jesus Galvão    EM Terror & Sobrenatural      21/05/18 às 19h11

Através dos séculos muitos foram os crimes vinculados a rituais de feitiçaria. Com algumas investigações, alguns desses mesmos crimes foram descobertos irreais, no entanto muitos pagaram o preço da ignorância humana em relação ao oculto.

Dezenas de mulheres e homens morreram em fogueiras, acusados de bruxaria e manipulação de forças ocultas. Hoje listamos para vocês alguns dos crimes que supostamente estariam ligados à feitiçaria. Confira!

1 - Wayne Hartung

Na noite de 31 de julho de 2015, em Pensacola, nos EUA, Voncile Smith, 77, e seus filhos Richard Thomas Smith, 49, e John William Smith, 47, foram assassinados. Os três homens morreram em casa numa noite de lua azul. Fenômeno que ocorre cerca de uma vez a cada três anos. Os homens sofreram graves ferimentos com o uso de um martelo e tiveram suas gargantas cortadas.

Na época, a polícia ao fazer uma prévia averiguação teria dito que os assassinatos poderiam se tratar de um ritual. No entanto, eles acabaram voltando atrás na alegação. Somente em outubro é que a polícia prendeu Wayne Hartung, o meio irmão das vítimas. Acusando de ser o autor dos crimes.

Durante uma coletiva de imprensa, um oficial da polícia teria novamente levantado a suspeita de que os crimes teriam sido motivados por rituais de feitiçaria, uma vez que Hartung era ligado a pratica do ocultismo.

2 - David Nyberg

Um grupo de amigos, em Fevereiro de 1975, viajaram de Ohio para Tampa, na Flórida. Os passageiros eram Billy Glen Isley, David Nyberg, sua namorada Dee Lou Davis, e Kenneth Robert Houston. Quando chegaram a seu destino, logo na primeira noite, Houston foi acordado com Nyberg empunhando uma faca contra ele.

Kenneth tentou fugir, no entanto foi alcançado por David, que deferiu 36 golpes em seu corpo, enquanto gritava: "morra satanás, morra satanás". Nyberg e Davis colocaram o corpo de Houston no porta malas do carro, e viajaram cerca de 1.400 km para deixá-lo em uma estrada rural na Virgínia. Em Março, daquele ano, os 3 outros amigos foram presos.

Durante uma audiência Nyberg e Davis teriam dito que eram um casal de bruxos. Seus advogados tentaram argumentar que eles estavam enfrentando problemas mentais e que estariam sob o controle de Isley.

No entanto, os juízes não acataram os argumentos e tanto Nyberg quanto Isley receberam sentenças de prisão perpétua. Davis, por estar grávida e se declarar culpada no homicídio, recebeu uma sentença de 6 meses a 10 anos de prisão.

3 - Cherrylle Dell

Em dezembro de 1995, após beber uma garrafa de vinho, Scott Dell, que era casado com Cherrylle Dell veio a óbito. A polícia teria concluído que Scott teria matado, devido um câncer de boca em remissão retornar. Em 1997, a namorada de Cherrylle, Nancy Fillmore, foi até a polícia para fazer algumas denúncias. Elas teriam começado um relacionamento enquanto Cherrylle ainda era casada com Scott.

Fillmore acusou Dell de envenenar Scott. Segundo Fillmore, um ritual de magia teria sido realizado no dia da morte de Scott, e ele teria sido guiado por Cherrylle para a morte. Nancy teve sua casa incendiada algum tempo depois por um garoto de 16 anos.

Foi então que Cherrylle foi condenada pela polícia pela morte de seu marido com uma sentença de prisão perpétua. Dell ainda assumiu ter influenciado o menor, o seduzindo, a incendiar a casa de sua ex-namorada. O rapaz também recebeu a sentença de prisão perpétua pela morte de Nancy.

4 - Mary Bateman

Mary Harker Bateman, era localmente conhecida por seus poderes psíquicos, como cartomante e atos de bruxaria. Harker se casou com John Bateman, e juntos tiveram 3 filhos. A família morava em Leeds, no norte da Inglaterra. Mary teria dado muitos golpes para ganhar dinheiro. Ela aconselhava pessoas e vendia poções.

Um casal chamado William e Rebecca Perigo procuraram Mary, uma vez que Rebecca estava sofrendo de uma doença que eles julgavam se tratar de algo sobrenatural. A esposa de William tinha visões de seres sobrenaturais e sentia forte dores no peito. Harker fez um doce que ela disse que curaria Rebecca. No entanto, o casal ficou muito doente ao comer a especiaria preparada por Mary.

Rebecca veio a óbito algum tempo depois. Apesar de tudo, William seguiu recebendo o auxílio de Mary. Até que a polícia interveio e, após encontrar um pouco do veneno usado por Mary para matar Rebecca na casa da cartomante, Bateman foi condenada por crimes de fraude e assassinato. Ela foi enforcada diante de cerca de 5 mil pessoas.

5 - Angela Sanford

Em março de 2010, durante o feriado Wiccanno e Sabbat da Fertilidade de Beltane, Angela Sanford convidou Joel Leyva, que haviam se conhecido a alguns dias, a passar o período nas montanhas perto de Albuquerque, Novo México, nos EUA. E assim eles o fizeram. Algumas horas após uma passeio nas montanhas, Sanford foi avistada por alguns visitantes do lugar se escondendo atrás de uma pedreira.

Quando ela percebeu que havia sido notada, ela saiu da pedreira apenas vestindo uma calcinha pedindo por ajuda. Segundo Sanford, ela teria sido vítima de uma tentativa de estupro por parte de Leyva e que ela teria agido em sua defesa. Os visitantes encontraram Leyva morto próximo as roupas de Sanford, que havia sido esfaqueado.

A polícia foi acionada e Angela contou sua história e sobre teria conhecido Joel. No entanto, a polícia acredita que ela teria atraído para matá-lo, uma vez que investigando no celular de Sanford eles encontraram o contato de Joel nomeado como "sacrifício". Sanford acabou por assumir seu crime e foi condenada a 20 anos de prisão.

6 - Eric Christensen

Em janeiro de 2010, após não comparecer ao seu trabalho por dias consecutivos sem nenhuma explicação, os colegas de trabalho de Sherry Harlan resolveram acionar a polícia. Eles foram até o seu apartamento e encontraram vestígios de sangue. Alguns dias depois o carro de Harlan foi encontrado queimado, com partes de seu corpo nele. Um amigo do namorado de Harlan, teria entrado em contato com a polícia para confessar que havia ajudado Eric Christensen a descartar o corpo de Harlan. Christensen foi preso e acusado de homicídio.

A motivação para o crime de Christensen teria sido porque Harlan teria infringido um juramento Wiccano. Harlan teria traído Christensen, e mesmo após um juramento de sangue, ela tornou a repetir o ato. Com o auxílio de uma faca de cozinha, Eric matou Sherry e separou seu corpo em pedaços, espalhando os restos mortais pelo condado de Snohomish, nos EUA. Eric foi condenado a 38 anos de prisão.

7 - Lawrence Douglas Harris

Em janeiro de 2006, em Sioux City, Iowa, nos EUA, os bombeiros foram acionados devido a um incêndio na residência de Lawrence Douglas Harris. Harris vivia com sua esposa e seu filhos e duas enteadas. Quando os bombeiros chegaram, perceberam que o incêndio só havia causado danos superficiais ao porão da residência. No entanto, eles encontraram os corpos das enteadas de Lawrence, que sofreram estrangulamentos e ferimentos feitos por faca.

Harris estava sozinho com as crianças na casa naquele dia. Ele foi levado pela polícia para ser interrogado e teria admitido interesse em feitiçaria. Segundo Harris, ele estava tentando fazer um feitiço para proteger o irmão adolescente das meninas. No entanto, algo deu errado no feitiço e ele teve que matar as meninas. Harris foi condenado à prisão perpétua.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Via   Listverse  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+