Curiosidades

7 cartas de amor mais estranhas da história escritas por pessoas famosas

0

Quando estamos apaixonados costumamos fazer muitas loucuras de amor para mostrar à pessoa amada o que sentimos. Uma serenata ou até mesmo uma carta de amor são utilizadas como prova da afeição que sentimos, mas o que nós nunca esperamos é que essas mensagens um dia se tornem públicas.

Foi o que aconteceu com  sete famosos que tiveram suas cartas de amor reveladas, porém, junto com elas muita coisa estranha também foram escritas. De um músico que tinha apreço por fezes à presidente dos Estados Unidos da América que apelidou o próprio órgão genital. Confira abaixo:

1 – Jimmy Savile

Considerado um dos piores pedófilos do mundo, Jimmy Savile já tentou ser lembrado como um grande DJ de rádio, mas não conseguiu depois que foram descobertos vários abusos de crianças praticados por ele. Por conta disso Savile chegou a escrever uma carta de amor a primeira-ministra do Reino Unido, Margaret Thatcher.

Ele agradeceu Thatcher pelo almoço marcado e então disse a ela: “Minhas pacientes fingiram estar com ciúmes e queriam saber o que você usava e o que você comeu.” Essas “pacientes” eram meninas doentes em um hospital que Jimmy Savile foi acusado de agressão sexual. Algumas delas tinham apenas oito anos. Na mente de Saville, essas meninas estavam com ciúmes de seus afetos por Margaret Thatcher.

“Todos elas te amam”, disse Savile a Thatcher. “Eu também!!”

Thatcher e Savile chegaram a se encontrar novamente para um almoço, o que fez a secretária dela escrever uma carta a primeira-ministra preocupada.

“Pode-me dizer se fez promessas a Jimmy Savile quando ele almoçou com você ontem?”, Perguntou ela a primeira-ministra. “Você ofereceu-lhe algum dinheiro?” Thatcher pode ter sido cortejada. O único registro da resposta de Thatcher dizia: “Vou te contar em detalhes. MT”.

2 – Warren G. Harding

Pouco antes de se tornar o 29º presidente dos Estados Unidos da América, Harding manteve um romance com uma mulher chamada Carrie Fulton Phillips. Na época, ele era senador e disputava a presidência, e, por conta disso não queria ser pego. Sendo assim, eles passaram a se comunicar através de cartas e apelidou algumas palavras e assuntos que poderiam causar escândalo, como, por exemplo, seu pênis, que nas cartas tinha o nome de “Jerry”.

“Gostaria de poder levá-la ao Monte Jerry”, certa vez escreveu o presidente à sua amada. “Lugar maravilhoso.” Não foi a única vez que ele escreveu sobre “Jerry”. Em outra carta ele lhe disse: “Jerry veio e não vai.” Então ele a advertiu: “Temo que você encontre um feroz entusiasta hoje”.

Não era apenas os seus genitais que recebiam apelidos, Carrie passou a ser chamada de Sra. Pouterson. Cerca vez ele a censurou por não ser mais afetuosa e disse: “Quando eu vi a Sra. Pouterson um mês atrás, ela me convenceu e me amou e eu tive um dia muito feliz com ela”.

3 – Albert Einstein

Parece que o físico alemão Albert Einstein não era muito apegado a monogamia, já que tinha dezenas de amantes que sua esposa não sabia. A prova disso são as cartas deixadas por ele, onde afirma não se sentir mal com isso.

Ao se separar de sua primeira esposa, Mileva Maric, Einstein escreveu-lhe uma carta oferecendo como sugestão manter a união. Na carta, ele prometia ficar com ela, contanto que Mileva “se certificasse de que minhas roupas e a lavanderia seja mantidas em boa ordem”, disse. Aparentemente, Mileva não foi cortejada.

Quando sua segunda esposa ficou louca, Einstein escreveu uma carta para sua enteada, Margot. Na ocasião, ele explicou que a esposa era muito louca para conversar diretamente.

“É verdade que M. me seguiu e ela me persegue. Está ficando fora de controle”, disse a Margot. ” Mas, antes de tudo, não havia nada que eu pudesse fazer para evitar isso”, escreveu.

Ainda assim, os sentimentos de sua esposa o preocupavam. “Para a mãe”, ele disse a Margot, ele tentaria se certificar de que “nem todos os Tom, Dick e Harry fofocassem sobre isso”.

Por sua causa, ele iria tentar apenas dormir com mulheres que pudessem manter a boca fechada. “Fora de todas as damas”, Einstein prometeu a sua enteada, “eu estou de fato unido apenas à Sra. L., que é absolutamente inofensiva e decente.”

4 – Herman Melville

Dois dos autores mais célebres da América poderiam estar apaixonados. Herman Melville, o autor de Moby-Dick, deixou para trás algumas cartas que escreveu a Nathaniel Hawthorne, autor de A letra escarlate.

“Seu coração bateu nas minhas costelas e o meu nas suas” certa vez escreveu Melville a Hawthorne. “De onde você veio, Hawthorne? Com que direito você bebe da minha garrafa de vida? E quando eu a coloco em meus lábios, eis que são teus e não meus”, disse ele em outra ocasião.

Poderia ter sido apenas uma declaração de amizade, mas é difícil não ler um pouco de sexualidade em algumas das palavras escolhida por Melville. Em outra carta a um amigo, Melville escreve apaixonadamente sobre Hawthorne: “Hawthorne deixou cair sementes germinadas em minha alma. Ele se expande e aprofunda, mais eu o contemplo; E mais e mais, atira suas fortes raízes da Nova Inglaterra no solo quente da minha alma do Sul “.

Segundo alguns estudiosos, as cartas revelam a história de um amor não correspondido. “Através dos restantes 40 anos da vida de Melville”, escreveu um estudioso chamado Arlin Turner, “ele pensou que tinha sido rejeitado por Hawthorne”.

5 – Benjamin Franklin

Benjamin Franklin, aparentemente, era homem demais para apenas uma mulher. Após sua esposa morrer, ele passou a se entregar a outros relacionamentos. Aos 73 anos escreveu uma carta a uma de suas amantes para que ela soubesse que tinha que lidar com um relacionamento aberto.

“Você encontra inúmeras falhas comigo, enquanto eu vejo apenas uma falha em você”, Franklin disse a ela. Essa falha, disse ele, era suas tentativas de “buscar o monopólio de todo meu afeto e não me permitir ficar com as senhoras agradáveis ​​de seu país.”

Ele não estava sendo totalmente honesto quando disse que só encontrou uma falha nela. “Você renuncia e exclui totalmente tudo o que pode ser da carne em nosso afeto, permitindo-me apenas alguns beijos”, reclamou Franklin. “O que estou recebendo é tão especial que me impede de dar o mesmo aos outros, sem tirar o que lhe pertence”. Veja também nossa matéria sobre emocionantes cartas de amor de celebridades e figuras históricas.

6 – Sigmund Freud

O pai da psicanálise, Freud, quando jovem, se comprometeu com Martha Bernays. Sua noiva ainda era virgem, mas Freud tinha certeza de que sabia como consertar isso. Ele a escreveu uma carta, incentivando a usar um pouco de cocaína.

Freud estava no auge do seu entusiasmo com a cocaína. Naquele ano, ele publicou um artigo chamado “About Cocaine” (Sobre a cocaína), no qual recomendava o uso de cocaína para excitação sexual,  luta contra dores de cabeça e praticamente tudo. Ele também escreveu uma série de cartas discutindo com pessoas que disseram que a cocaína era formadora de hábitos.

“Ai de você, minha princesa, quando eu chegar”, escreveu Freud à sua noiva. “Eu vou beijar você muito e alimentá-la. E se você for para a frente, você verá quem é o mais forte, uma menina gentil que não come o suficiente ou um grande homem selvagem que tem cocaína em seu corpo”, dizia ele.

7 – Mozart

Além de música, Wolfgang Amadeus Mozart mostrou que quando o assunto é cartas de amor ele entende muito bem. A destinatária dos textos inspirados era a prima mais nova, Maria Anna Thekla. Porém, o que mais chama atenção nas cartas não é o possível caso que os jovens tinham, mas a obsessão que Mozart tinha com fezes.

“Eu agora lhe desejo boa noite”, Mozart assinou em uma das cartas para sua prima. Em outra carta, Mozart chegou a dizer o seguinte: “Oh, minha bunda queima como fogo!”.

Ele, aparentemente, estava convencido de que falar fezes deixava os homens atraentes. Quando escreveu à sua prima pedindo para lhe visitar, Mozart disse: “Venha ou então eu vou cagar.”

Mas Mozart não aprendeu isso por  conta própria, aparentemente ele pegou isso de sua mãe, que ao escrever ao seu marido praticamente usava os mesmos termos que o filho.

E aí, o que você faria se uma antiga carta de amor se tornasse pública? Compartilhe conosco.

10 truques super úteis na hora de arrumar a mala

Matéria anterior

7 coisas que queremos ver no final de Pretty Little Liars

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.