7 casos espantosos de pessoas com chifres de verdade

POR André Quincas    EM Entretenimento      05/01/16 às 14h59

Nós, brasileiros, temos o costume de chamar as pessoas traídas em uma relação afetiva de "corno". Não há consenso entre os historiadores acerca da origem da relação existente entre essa palavra e o contexto no qual ela é aplicada. Mas uma das explicações admitidas, está na observação dos animais na natureza.

Os bois são animais territorialistas. Para dominar seu terreno, eles lutam fazendo investidas violentas com os chifres uns contra os outros. O boi derrotado fica sem território e sem as vacas. Observando isso, relacionamos o comportamento nas disputas entre os bovinos ao nosso próprio comportamento.

Mas além da analogia relativa a traição, existem pessoas que desenvolveram chifres de verdade. Alguns são tumores queratinosos removíveis. Outros são formas desconhecidas pelos médicos e não param de crescer. Confira:

1- Liang Xiuzhen

credo!

Conhecida como "Lady Unicórnio", Liang começou a desenvolver esse chifre grotesco há 8 anos atrás. Seu filho afirmou que ela sentia muita coceira e ele a tratou com medicina tradicional chinesa. A única hipótese que os médicos levantaram foi de que se trata de um tumor queratinoso identificado como "corno cutaneum", que só poderia ser retirado com cirurgia. Mas o filho da idosa é cético sobre a eficácia da cirurgia.

2- Madame Dimanche

madame

Também conhecida como "Viúva Domingo", Madame Dimanche era uma mulher francesa que viva em Paris no início do século 19. Seu chifre tinha quase 25 cm e foi removido com sucesso por um cirurgião francês. Esta é uma reprodução em cera da cabeça de Dimanche, que se encontra no Museu Mütter, na Faculdade de Medicina da Filadélfia.

3- Huang Yuanfan

huang

Huang é de Ziyuan, Sul da China. Seu chifre tem três polegadas e continua crescendo. Ele tem 84 anos e disse que o crescimento do chifre se deu nos últimos 2 anos. Os médicos desconhecem a causa do chifre e afirmam que retirá-lo não é garantia de que voltará a crescer.

4- Dancehall Furtyle

repper

Dancehall é músico e implantou chifres como os de cabras em sua cabeça para ficar mais famoso. Aos 29 anos, ele afirma que os implantes foram realizados na Jamaica por um cirurgião que residia no Canadá. Ele ficou sedado durante toda cirurgia e precisou de muito analgésico depois da cirurgia para conter a dor lancinante que sentia.

5- Zhang Ruifang

zhang ruifang

Zhang tem 101 anos e também é chinesa. Ela começou a desenvolver o chifre em 2009, quando uma pele mais dura e áspera começou a se formar do lado esquerdo de sua testa. O "tumor" tem 6 cm de comprimento e seus familiares ficaram bastante preocupados, sobretudo pelo segundo chifre que começou a se desenvolver do lado direito da testa de Zhang.

6- Argnaldine Mathrews

argnaldine

Embora detalhes sobre o caso desta senhora de 69 anos sejam vagos, sabe-se que seu chifre cresceu durante 20 anos e atingiu 17 cm, até ela o remover por meio de cirurgia. Seu chifre foi crescendo em curvatura, como a forma do chifre de um carneiro. É considerado pela medicina um dos casos mais intrigantes de cornos cutâneos desenvolvidos por humanos.

7- Li Zhibing

li

Por mais de 30 anos, Li vem convivendo com um chifre crescendo pra fora de seu pescoço. ele tem 62 anos e afirma que seu "corno cutâneo" começou a aparecer em 1980. Como o chifre não para de crescer, os amigos de Li o ajudam serrando e lixando 2 vezes por ano. Entre um "reparo" e outro, o chifre cresce 15 centímetros em média, e Li tem inchaço no pescoço e febre.

Via   Oddee  
André Quincas
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+