• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 cidades que mudaram drasticamente para salvar nosso planeta

POR Cristyele Oliveira    EM Mundo Afora      22/04/19 às 18h23

São tempos difíceis para o nosso planeta e todos nós sabemos disso. Não é novidade para ninguém todos os problemas ambientais que estão afetando drasticamente o planeta Terra. Enquanto as geleiras da Antártida derretem em uma velocidade recorde, cada dia mais pessoas estão pensando mais sobre o meio ambiente, na poluição do ar e da terra, nas mudanças climáticas e no aquecimento global.

Como tudo isso afeta diretamente na nossa vida, os governos de vários países estão se unindo em busca de soluções para lidar com esse problema tão urgente. E cidades em todo o mundo estão adotando medidas práticas na tentativa de mudar os hábitos cotidianos da população e acostumar as pessoas a isso.

Enquanto o estrago já está feito, nos resta agora tentar corrigir isso. Mesmo que seja um logo caminho para se percorrer, os primeiros passos já estão sendo dados. Confira 7 cidades que mudaram drasticamente para salvar o nosso planeta.

1 - Oslo, Noruega

A capital e maior cidade da Noruega, Oslo, tem convertido estacionamentos públicos em ciclovias, bancos e pequenos parques. A ideia é incentivar as pessoas a não dirigirem de carro na área. No começo desse ano, a cidade removeu mais de 700 estacionamentos. Além de abrir espaço para um transporte menos poluente, os urbanistas ainda criaram várias estações de carregamento para veículos elétricos.

2 - Buenos Aires, Argentina

Uma das principais avenidas de Buenos Aires, que antes tinha 20 faixas de carros, agora é ocupada apenas por uma, a de ônibus. Com essa mudança, o tempo médio gasto entre os moradores para ir até o trabalho diminuiu consideravelmente. E ainda transformou cerca de 100 quarteirões de carros em zonas para pedestres. As autoridades responsáveis estão implementando um método chamado de urbanismo prático. Uma forma de reparar os ambientes já construídos e de melhorar as áreas de convívio.

3 - Seul, Coreia do Sul

Em Seul, os planos são ambiciosos. Em 2017, foi finalizada a obra de transformação de uma rodovia em uma estrada exclusiva para pedestres. Até 2025, o governo da cidade planeja colocar nas ruas 3 mil ônibus elétricos. A ideia é melhorar a locomoção entre os pontos da cidade e principalmente, incentivar as pessoas a optarem pelo transporte público ao invés de seus próprios carros poluentes.

4 - Madrid, Espanha

Em Madrid, as mudanças foram realmente drásticas. Em novembro de 2018, o governo implantou restrições ao transporte poluente na parte central da cidade. Depois que as leis começaram a valer, o tráfego de carros se reduziu em 32%. O projeto, chamado de "zona de baixa emissão", é uma medida que visa limpar o ar no centro da capital espanhola. O sucesso da medida foi tanto, que o governo já propôs também um projeto que proíbe qualquer veículo que não seja com emissões zero em outros centros urbanos de todo o país.

5 - Pequim, China

Na capital da China, Pequim, as pessoas são autorizadas a dirigir seus carros poluentes, no entanto, isso implica em algumas restrições. Os carros estão limitados a um certo tempo de viagem. Se o cidadão ultrapassar a quilometragem permitida, ele ainda poderá dirigir, porém somente em um dia específico da semana. Além disso, o governo da cidade também oferece incentivos financeiros para as pessoas que optarem por não dirigir no dia que lhes é permitido. E em algumas áreas da cidade, são proibidos carros comuns, somente podendo se utilizar os carros elétricos.

6 - Copenhague, Dinamarca

Em 1960, a cidade de Copenhague deu início a um programa de criação de zonas de pedestres. Em 2018, eles completaram a última etapa do projeto, e finalizaram a super rodovia para bicicletas que se estende por todos os bairros da cidade. Hoje, a capital da Dinamarca tem mais de 200 quilômetros de ciclovias e uma das menores taxas de propriedade de carros na Europa. Atualmente, mais da metade da população da cidade usa a bicicleta para ir para o trabalho. O governo da cidade ainda planeja tornar a cidade completamente neutra de carbono até 2025.

7 - Tiblissi, Geórgia

Na Geórgia, mais especificamente em Tiblissi, é totalmente proibida a produção, uso ou importação de sacolas plásticas. A medida é uma imposição do Ministério da Proteção Ambiental e do Ministério da Agricultura. Como uma opção, eles começaram a usar somente embalagens biodegradáveis que se desintegram em menos tempo e causam menos danos ao meio ambiente. Outras cidades do país também adotaram sistema similar.

E você, o que tem feito para ajudar o meio ambiente? E a sua cidade? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+