Ciência e Tecnologia

7 coisas que os cientistas ainda não entendem sobre seu cérebro

0

Por mais que os estudos e as tecnologias avancem cada vez mais, ainda há coisas que a ciência não consegue explicar. O cérebro humano, por exemplo, ainda guarda muitos mistérios e dúvidas sobre grande parte de suas funções que nos mantém vivos e capazes de interagir com o ambiente e com outras pessoas.

Sonhos, memórias e velocidade do pensamento por exemplo são coisas nunca explicadas pela ciência, por mais que existam teorias por todos os lados. O que há de tão particular nas células cerebrais que torna o órgão tão curioso e misterioso?

O contraditório é que se o cérebro fosse ainda mais simples, infelizmente também não conseguiríamos entendê-lo, já que não teríamos a habilidade para toda essa pesquisa e compreensão. Confira aqui alguns dos fatos que ainda são inexplicáveis sobre o cérebro humano.

De onde vem a personalidade

INSIDE OUT – Anger, Fear, Joy, Sadness and Disgust look out upon Riley's Islands of Personality. ©2015 Disney•Pixar. All Rights Reserved.

Há um certo consenso entre cientistas de que a personalidade é desenvolvida no cérebro, mas ninguém sabe dizer se ela é decidida por uma predisposição genética ou pelo ambiente que a cerca. Mesmo sabendo que a personalidade está no cérebro, nenhum pesquisador conseguiu decifrar uma pessoa apenas analisando seu cérebro ou seus genes. Esse ponto dá forças para o argumento do ambiente responsável pela personalidade, mas gera outros problemas, como a explicação para pessoas que vivem nas mesmas circunstâncias mas desenvolvem diferentes personalidades.

A velocidade de processamento

img_1481

Apesar do cérebro humano ser frequentemente comparado a super computadores, a velocidade com que os sinais viajam entre neurônios é cerca de um milhão de vezes menor do que a dos dados digitais. Apesar disso a velocidade de processamento do cérebro ainda é muito maior que a das máquinas. Para reconhecer um rosto ou uma música, por exemplo, um computador é muito mais lento do que uma pessoa. Nos computadores, a quantidade de resultados gerados por conta do processamento veloz faz com que o haja uma série de processos paralelos que deixam a resposta mais lenta. O cérebro, mesmo sendo mais lento, ainda consegue paradoxalmente ser mais rápido que as máquinas.

Porque dormimos e sonhamos

6bbdde13e5f7bb8ecaea38136b48fdf4

Por mais que a ciência saiba que o sono é essencial e vital para os seres vivos, ninguém sabe explicar porquê. Apesar de termos a sensação de ter mais energia após dormir, na verdade estamos queimando mais do que quando estamos acordado. A explicação para os sonhos também é um mistério na ciência. Existem teorias que dizem que são estímulos neurais aleatórios, mas não existe comprovação para isso. Uma famosa hipótese sugere que, ao dormir, consolidamos memórias e damos uma espécia de reiniciada nas células cerebrais, permitindo novas atividades ao longo do próximo dia.

Como mantemos as memórias

Inside-Out-76

Tente se lembrar de um filme que você viu, ou de um episódio que aconteceu na escola durante a infância. É bem provável que você consiga buscar as informações na memória, mas onde o cérebro busca essas informações? Neurocientistas acreditam que as memórias estão alocadas no cérebro, mas não sabem dizer como. Uma suspeita aponta que as memórias são reflexos de diferentes combinações de estímulos neurais, mas a origem dos estímulos é misteriosa, assim como a criação de falsas memórias.

Como as informações são computadas

do-the-emotions-from-inside-out-really-have-free-will-to-dictate-the-series-of-events-601730

Muito se fala do cérebro como um computador, mas como já vimos no primeiro item, as coisas não são bem assim. Se fosse verdade, a mente de uma pessoa poderia ser inteiramente reproduzida numa máquida, produzindo um robô que não teria diferenças de um ser humano. Porém, os cientistas acreditam que as informações do cérebro, por terem um funcionamento orgânico, se baseia em funções e interações não lineares, diferente do processamento de informações nos computadores. Entender como essas funções acontecem poderia ser a chave para a compreensão do cérebro.

Se temos livre arbítrio

dee5835c9db13aba4d0677d67cb59d5e8efadcf1

Baseados numa série de estudos realizados desde os anos 80, os cientistas perceberam que o cérebro realiza certas ações no subconsciente quase um minuto antes dela ser percebida e, de fato, realizada. Essa percepção poderia por fim à crença de que nossas ações são reflexo de livres escolhas, e poderiam estar determinadas anteriormente. Apesar disso, não há um consenso sobre as pesquisas, que podem acabar induzindo conclusões erradas, segundo alguns grupos. Outros ainda defendem que todas nessas escolhas são frutos de referências do ambiente que acumulamos durante a vida, sem a suposta liberdade.

O que é a consciência

635700734995647188-PNIBrd2-06-14-2015-Republic-1-B001-2015-06-13-IMG-XXX-Inside-Out-First-1-1-9SB2MCLE-L627821584-IMG-XXX-Inside-Out-First-1-1-9SB2MCLE

Ter consciência nos permite uma experiência de interação com o ambiente única entre os seres vivos. O conjunto de ações, pensamentos, sentimentos e peculiaridades de cada um faz com que exista um diferencial por pessoa. Mas nenhum cientista consegue explicar onde todos os processos acabam se unindo e fazendo sentido, numa tradução de estímulos para pensamentos que possam ser compreendidos. Teorias acreditam que exista um lugar no cérebro para reunir e organizar todos os estímulos, ou que a consciência é uma palavra para explicar uma série de procedimentos diversos que acontece no cérebro ou mesmo tempo, ou ainda que essa percepção seria resultado de efeitos quânticos.

Por mais que seja vital e essencial, responsável pela maior parte das funções dos seres humanos, ainda existe muito mistério por trás do cérebro. Resta apenas esperar que a ciência e sua evolução tragam respostas para desvendar esse misterioso órgão.

Olhe bem para essa parede e tente descobrir por que esse se tornou o jogo visual da semana

Matéria anterior

16 coisas que você nunca soube sobre Avenida Brasil

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.