• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas que você não sabia sobre a Guerra do Paraguai

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      14/06/19 às 17h53

A Guerra do Paraguai foi o maior conflito armado internacional ocorrido na América do Sul. E diferentemente do que se acreditava até pouco tempo atrás, as causas da guerra não estavam relacionadas ao imperialismo da Inglaterra. Na verdade, o conflito foi uma decorrência do processo de formação e consolidação das nações da Bacia Platina.

Mas a guerra, no entanto, foi travada apenas entre o Paraguai e a Tríplice Aliança, da qual fazia parte o Brasil, a Argentina e o Uruguai. O conflito se estendeu por mais de 5 anos, começando em dezembro de 1864, e chegando ao fim em março de 1870. E durante esse tempo, causou uma enorme destruição e milhares de mortes. O fato é que a Guerra do Paraguai foi um grande divisor de águas para todas as nações envolvidas. Confira a seguir alguns fatos sobre um dos maiores conflitos da história do continente americano.

1 - Questão do Prata

A Guerra do Paraguai foi o último dos quatros conflitos internacionais em quem o Brasil participou no século XIX, na chamada Questão do Prata. As lutas nesses conflitos eram pela supremacia sul-americana. O primeiro conflito foi a Guerra da Cisplatina, seguido pela Guerra do Prata, e depois a Guerra do Uruguai, terminando no Paraguai, com a maior guerra entre todas elas.

2 - Batalha Naval

Uma das batalhas mais importantes, e que ajudou a definir os rumos da guerra, foi a Batalha Naval de Riachuelo. Em 11 de junho de 1864, dezessete navios paraguaios e brasileiros, munidos de canhões e homens armados de fuzis, se posicionaram para o confronto ao longo do rio Paraná. Nessa batalha, a Marinha brasileira teve uma vantagem significativa, o que lhe garantiu uma vitória importantíssima. Os soldados brasileiros destruíram grande parte da frota naval paraguaia. E assim, garantiu o controle das águas platinas para a Tríplice Aliança. Depois disso, o Paraguai ficou isolado e impedido de receber os suprimentos necessários para dar continuidade à guerra, o que deixou os seus inimigos em vantagem.

3 - Soldados escravos

A criação dos corpos de Voluntários da Pátria tinha o intuito de incentivar o alistamento de civis para lutar na guerra. No começo, até houve muitos voluntários, no entanto, a empolgação não durou muito tempo e ficou mais difícil alistar potenciais soldados. A solução encontrada foi a aquisição de escravos para assumir os lugares dos convocados. O governo inclusive passou a comprar escravos para lutar no conflito. Estima-se que mais de 20 negros tenham lutado na guerra. Cerca de 16% dos soldados brasileiros eram escravos.

4 - Doenças

Todos os países envolvidos no conflito tiveram altas perdas, com reduções significativas na população. No entanto, as altas taxas de mortalidade na guerra não foram consequências apenas das batalhas armadas. Entre os soldados brasileiros, ao menos a metade deles teve mortes causadas por doenças oriundas de situações de guerra. A principal delas foi a cólera.

5 - Divisão de território

Com a vitória dos aliados, o Paraguai perdeu boa parte das melhores terras do seu território. A região entre os rios Apa e Branco ficaram para o Brasil, o que aumentou significativamente o sul do estado do Mato Grosso. Já a Argentina anexou o território das Missões e a região conhecida como Chaco Central.

6 - Consequências para o Brasil

O Brasil teve grande papel na vitória contra o Paraguai, isso porque sustentou praticamente sozinho a guerra. O que trouxe grande impacto na sua economia, já que os seus gastos foram 11 vezes maiores que o orçamento anual do país em 1864. Durante os mais de 5 anos de conflito, as despesas do Império chegaram ao dobro da sua receita. Nessa situação a crise era inevitável. O governo ficou muito endividado em decorrência dos vários empréstimos com bancos ingleses para financiar o conflito. Mas, a guerra também trouxe outras consequências positivas, já que marcou o início da decadência da monarquia.

7 - O Paraguai

Além da derrota, o Paraguai também acabou sendo o país mais prejudicado. Isso porque a maior parte das batalhas ocorreu em terras paraguaias. O que lhe custou grande destruição material, além das perdas territoriais e da população. E o país são não perdeu mais território para a Argentina graças ao governo brasileiro. Temendo o fortalecimento dos argentinos, o Brasil tratou de defender a soberania do território paraguaio, mantendo apenas os territórios delimitados.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+