• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 coisas que você talvez não saiba sobre a Ordem da Fênix

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      13/03/18 às 15h09

Quando os filmes de Harry Potter começaram a fazer sucesso, J.K Rowling havia lançado apenas quatro livros da saga. Com o crescente número de espectadores e leitores, a autora tratou de apressar a continuação. Entre O Cálice de Fogo e A Ordem da Fênix, houve um intervalo de três anos. Um tempo relativamente grande, levando em consideração que os anteriores tiveram intervalos de apenas de doze meses. Sendo assim, os fãs já estavam ansiosos para saber qual rumo a história seguiria.

Assim como no livro, o filme de A Ordem da Fênix se apresenta como um divisor na vida dos personagens. Se no terceiro há mudanças na atmosfera da história, neste os heróis começam de fato a amadurecer. Os eventos decorrentes desse volume foram significativos para o futuro da trama. O título da obra não foi escolhido por acaso. Na história, a Ordem da Fênix foi uma sociedade secreta fundada na década de 1970 por Alvo Dumbledore. Seu principal objetivo era combater Voldemort e seus Comensais da Morte. A sociedade possui mais segredos do que as pessoas imaginavam. Pensando nisso, selecionamos algumas curiosidades a respeito do grupo que, talvez, você ainda não saiba.

1 - Grupo radical

Muitas pessoas consideram a Ordem da Fênix um grupo radical. O objetivo era nobre, porém, bastante recluso. Contudo, vale lembrar que o grupo era uma sociedade secreta. No fim das contas, todas as suas ações eram comandadas fora dos parâmetros do Ministério da Magia. Afinal, os segredos descobertos e mantidos por seus membros precisavam ficar fora do alcance público. Dessa forma, em oposição às autoridades mágicas globais, a Ordem pode ser vista como radical.

2 - A relação com o Ministério da Magia

A princípio, a Ordem e a lei operavam em lados opostos, em especial durante e Primeira Guerra Mágica. No entanto, o cenário mudou depois da Segunda Guerra Mágica, quando o Ministério reconheceu que a Ordem da Fênix tinha lá o seu valor. Sendo assim, eles uniram forças, mesmo que por debaixo dos panos. Tal relação foi novamente abalada quando Cornelius Fudge se recusou a acreditar na volta de Voldemort. Uma decisão que cortou os laços entre os dois grupos.

3 - Quase teve outro nome

Nos primeiros rascunhos do livro, foi por pouco que a Ordem da Fênix se chamou Armada de Dumbledore. Para quem não se lembra, a Armada foi o nome que os alunos resistentes à direção de Dolores Umbridge deram ao seu pequeno grupo de treinamento. A troca foi muito bem-vinda! Afinal, Armada de Dumbledore soa como algo mais forte e brutal e combina melhor com um bando de adolescentes tentando fazer a diferença.

4 - Boa parte dos membros faziam parte do Sagrados Vinte e Oito

Os Sagrados Vinte e Oito foi um grupo de famílias mágicas que ficaram conhecidas a partir da década de 1930. De acordo com a história, elas vinham de uma linhagem pura, isto é, um cruzamento somente entre bruxos e bruxas. Os Longbottoms, Prewtts, Shacklebolts e Weasleys são exemplos de famílias "puro sangue".

5 - Ficaram em desvantagem numérica

Como a Ordem da Fênix era um grupo bastante restrito e complicado de acolher pessoas, o número de integrantes permaneceu o mesmo por muito tempo. Era complicado confiar em qualquer pessoa, afinal o grupo estava envolvido em segredos que iriam muito além das paredes de reuniões. Enquanto isso, Voldemort aproveitou para reunir a maior quantidade de Comensais da Morte que podia. Para fazer parte da turma, bastava obedecer a ele e reportar qualquer descoberta. Dessa forma, houve um momento em que a proporção chegou a 20 Comensais da Morte para 1 integrante da Ordem.

6 - Seus integrantes sofreram destinos cruéis

Com toda a desvantagem numérica, os membros da Ordem da Fênix ou foram mortos ou sofreram incapacidade permanente. Em especial durante a Primeira Guerra Mágica. Se colocarmos em porcentagem, os números ficam ainda mais assustadores. Levando em consideração os nomes conhecidos, calcula-se que 44% da Ordem tiveram tais destinos cruéis.

7 - Pedro (Peter) Pettigrew foi o único traidor

Dado todo o cenário desfavorável para os bruxos da resistência, chega a ser impressionante que Peter Pettigrew foi o único desertor da Ordem da Fênix. Não vale citar Snape porque, por fim, ele estava em missão para a própria Ordem. Pettigrew pode até não ter sido o único, mas ele é o único nome confirmado. Sua traição foi muito impactante e resultou na volta de Voldemort, para citar o mínimo.

O que você acha sobre o filme e o livro A Ordem da Fênix? E sobre a sociedade secreta que concede título a obra? Comente conosco.

Próxima Matéria
Via   SR     OFW  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+