7 coisas surpreendentes que as mídias sociais fazem para controlar sua mente

POR Isabela Ferreira    EM Ciência e Tecnologia      23/05/18 às 19h33

As mídias sociais são sempre uma boa distração. Quem é que não aproveita uma parte de seu tempo livre, olhando as novas publicações de amigos e marcas preferidas? Pode parecer algo bem inocente, mas não é novidade dizer que essas redes colhem alguns de nossos dados pessoais, que servem como banco de dados para publicidade.

As empresas de mídia social se aproveitam de certas vulnerabilidades que temos, controlando nossas mentes de forma bastante sutil. Elas tentam manipular nosso tempo e atenção para que fiquemos mais tempo em suas plataformas. A lista abaixo menciona algumas formas que essas empresas exploram para lucrarem sobre nossas vulnerabilidades. Confere aí!

1 - Usa a psicologia do vermelho

A cor vermelha é normalmente utilizada para incitar os estados de alerta e perigo no inconsciente das pessoas. Estudos demonstraram que alunos que recebiam livretos na cor vermelha, tinham um desempenho bastante inferior daqueles que recebiam nas cores verde ou preta.

Apenas para que você tenha ideia, os primeiros ícones que mostravam notificações em aberto no Facebook, eram em tons de azul... Para combinar com suas "cores mãe". Mais tarde, elas foram alteradas para o vermelho e agora são as primeiras coisas que vemos ao entrar em nossos perfis. O ato foi tão eficaz, que agora milhares de desenvolvedores de aplicativos usam da mesma técnica para atrair seus usuários.

2 - Emprega o reforço positivo para incentivar seu uso

Os "likes" e "retweets" são uma forma encontrada pelas mídias sociais de fazerem com que seus usuários interajam e estejam sempre presentes. Quando uma pessoa recebe um like em sua foto, por exemplo, aquilo é um fato que lhe deixa animado em continuar postando novas coisas. Experimenta então uma onda de dopamina, popularmente conhecida como "molécula da motivação". A partir do momento em que ela é liberada em seu cérebro, você sente ainda mais vontade de retornar à rede para receber mais "reforço positivo" de pessoas que te acompanham no meio online.

3 - Explora as emoções negativas

Conforme relatam pesquisas, é comum que as pessoas façam mais uso das redes sociais quando estão passando por sentimentos negativos. Isso porque ela enxerga a rede como uma forma de distração, que poderá lhe ajudar a esquecer dos problemas. Também foi descoberto que elas verificam o e-mail com maior frequência, visto que necessitam liberar pequenas doses de dopamina ao receberem novas mensagens.

Há um algoritmo presente no Instagram, por exemplo, que revela taxas de informação diferentes sob determinadas circunstâncias que fazem com que as pessoas visitem mais vezes a plataforma. Dessa forma, as empresas de mídia social se aproveitam de informações do tipo para estimularem conteúdos específicos no feed de seus usuários.

4 - Provas sociais

A prova social é um termo utilizado para definir o fenômeno em que as pessoas tentam copiar o comportamento de outras que admiram, na expectativa de garantirem mais aprovação. Um experimento mostrou que as pessoas tem maior aceitação para assinarem um abaixo-assinado, por exemplo, quando já existe um grande número de assinaturas. Desta forma, para incentivá-lo a permanecer nas mídias sociais, seus desenvolvedores sempre estão o lembrando da atividade de seus amigos.

É por isso que se você não desativar a opção, poderá ficar recebendo emails sobre tudo que seus amigos estão fazendo no ambiente online. Assim, as mídias sociais fazem parecer que todo mundo está por ali o tempo todo e portanto, você também deveria estar.

5 - A reciprocidade social

Segundo a psicologia, a reciprocidade é uma correspondência mútua, onde reagimos de forma positiva a quem nos trata da mesma forma. Enquanto isso, as marcas utilizam do mesmo artifício para vender seus produtos e serviços. No caso das mídias sociais, elas se aproveitam do nosso desejo de retribuir aqueles que interagem conosco, para nos envolver  e fazer com que fiquemos mais tempo e suas plataformas.

A maior parte delas possibilita que saibamos quando a pessoa leu nossas mensagens, por exemplo. Isso acaba "obrigando" a pessoa a não demorar muito para enviar uma resposta.

6 - Fazem as marcas parecerem amigas

Por pior que possa parecer, as mídias sociais apenas estão interessadas em nosso tempo e atenção, para aumentar seus lucros com a publicidade, que no fim das contas é o que realmente lhes dá dinheiro. É exatamente por isso que elas permitem que as marcas façam anúncios de forma mais discreta... É como se elas realmente fossem nossas amigas e conhecessem nossos gostos.

Mas isso apenas acontece porque as marcas anteriormente já tiveram acesso a alguns de nossos dados específicos. Dessa forma, elas podem produzir conteúdos voltados da forma mais próxima possível para seu público final. Sabem que seus consumidores irão liberar dopamina quando gostarem do que viram, e irão compartilhar da publicidade.

7 - E como fazem isso

Vamos usar o Facebook como exemplo mais uma vez. Você pode pensar que ele tem acesso à sua atividade apenas quando você está na plataforma, mas não é bem assim. Qualquer site que tenha ao menos um pixel do Facebook relatará sua visita à rede social. O Facebook acaba comprando informações de empresas que dizem respeito a seus consumidores, e as incorporando em sua base de dados.

Caso você não tenha alterado suas configurações, a rede social pode saber até mesmo a sua localização. A partir dessas informações, você é classificado de acordo com o banco de dados e será "disponibilizado" para receber publicidade de marcas que você supostamente possa apresentar interesse... O que pode ser chamado de "segmentação de anúncios".

E então pessoal, o que acharam? Já sabiam de todas essas coisas sobre as redes sociais? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+