Curiosidades

7 experimentos de arte mais perturbadores de todos os tempos

0
NEW YORK - MARCH 09: Artist Marina Abramovic (L) performs during the "Marina Abramovic: The Artist is Present" exhibition opening night party at The Museum of Modern Art on March 9, 2010 in New York City. (Photo by Andrew H. Walker/Getty Images)

A arte não é somente quando a beleza é exaltada. A arte é impacto, é apreço e é trabalho. A arte nos faz refletir e questionar a vida. Por esse motivo, a performance, inserida na arte contemporânea, é caracterizada, principalmente, por movimentos e, acima de tudo, de suporte. Afinal, é preciso instigar o público a interagir para sentir toda a sua essência.

Neste cenário, a performance na arte contemporânea pode transformar um ato de criatividade, em algo extremamente belo ou em algo extremamente bizarro e assustador. Independente de como seja sua exposição, performance, no final, promove uma forte mensagem.

Com o intuito de inserir vocês, leitores, nesse universo, selecionamos as 7 performances contemporâneas mais incríveis de todos os tempos. Confira.

1 – Galo

O artista performático Stephen Cohen chegou à Torre Eiffel, vestido como um pássaro. Cohen, que é sul-africano, amarrou um galo vivo em seu pênis durante uma apresentação improvisada. A performance, que aconteceu na Praça Trocadero, estava lotada de turistas. Além do galo amarrado em seu pênis, Cohen trajava espartilho, saltos altos, luvas vermelhas e um adereço de cabeça elaborado com penas. O número do parisiense foi uma reação ao um mundo cada vez mais homofóbico, xenófobo e antissemita.

2 – Casting Off My Womb

Casey Jenkins é outra artista exemplo de realizar uma performance bastante polêmica. Intitulada Casting Off My Womb, a performance durou 28 dias. Nelas, Jenkins aparece tricotando um novelo de lã, que está inserido dentro de sua vagina. O projeto era sobre acessar e sentir a parte mais íntima de seu próprio corpo.

3 – Bolo no metrô

Bettina Behjat Banayan também é artista performática. Além disso, é também estudante de Gastronomia. Em uma performance bastante inusitada, Banayan decide entrar em um vagão de metrô e fazer um bolo. O objetivo de expor sua arte foi, na verdade, bastante singelo. Enquanto estão no metrô, ou em qualquer forma de transporte público, as pessoas ficam tão concentradas, e raramente interagem com as pessoas ao seu redor. Banayan, ao produzir o bolo, quis quebrar tal realidade.

4 – Em órbita

Com o intuito de questionar a rotina na qual, sem perceber, condicionamos nossas vidas, os artistas Ward Shelley e Alex Schweder criaram a instalação “In Orbit”. Durante 10 dias, a dupla viveu sobre uma roda de oito metros de diâmetro. A instalação parecia exatamente como em uma gaiola de hâmster “gigante”. Viu só? Arte também é lição.

5 – Cédula de votação

Este é o exemplo, no qual a arte se apresenta em forma de manifesto. Em março de 2014, durante as eleições gerais em San Salvador, Víctor “Crack” Rodríguez entrou em uma sala de votação e anunciou: “esta é uma performance artística”. Em seguida, Rodríguez começou a comer as cédulas de votação.

6 – A utopia do abraço

Gao Qiang e Gao Zhen realizaram uma performance, na qual 60 voluntários se abraçavam na frente da platéia, por 20 minutos seguidos. Os irmãos começaram o projeto em 1999, apresentando sua peça de arte interativa em várias galerias e espaços públicos, em todo o mundo. O projeto, reconhecido internacionalmente como um trabalho significativo e profundo, até chegou à RH Contemporary Art, em Nova York.

7 – Pintura de vômito em Lady Gaga

A artista Millie Brown vomitou um líquido verde, em cima de Lady Gaga, durante show nos EUA. A cantora convidou Brown, que faz quadros pintando com seu próprio vômito, para subir ao palco no festival SXSW, em Austin, no Texas. Arte é arte, né?

Como é a pobreza nos lugares mais ricos do mundo?

Matéria anterior

7 pontos turísticos amaldiçoados por mortes constantes

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar