Curiosidades

Como é a pobreza nos lugares mais ricos do mundo?

0

A pobreza e miséria são, com certeza, dois dos maiores problemas do mundo moderno. Enquanto uns têm tanto, outros não têm literalmente nada. E isso não acontece apenas em países subdesenvolvidos, a pobreza existe em todos os lugares, mesmo que de formas diferentes. Na Noruega, por exemplo, os 10% população com renda mais baixa, ainda recebem mais do que 10% dos mais ricos em 57 países. Dependendo do ponto de vista, os pobres da Noruega são ricos em outros países.

A Noruega sempre aparece no topo dos rankings globais de qualidade de vida, não é por acaso que é considerado o melhor país para se viver. Há 12 anos consecutivos, o país segue no primeiro lugar do ranking do Índice de Desenvolvimento humano (IDH) da ONU, no qual 188 países são analisados quanto à expectativa de vida, segurança, saúde, educação etc. O topo é completado pela Suíça em segundo lugar e a Austrália em terceiro. Mas, mesmo nos países mais desenvolvidos e ricos do mundo, ainda existe pobreza. Porém, muito diferente do que se imagina.

Pobreza na Noruega

Segundo dados do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD), os 10% da população norueguesa, que têm a renda mais baixa do país, ganham bem mais do que os mais ricos de várias outras nações, como Ucrânia, Egito, Índia e Paquistão, por exemplo. A diferença entre os 10% mais ricos e os 10% mais pobres da Noruega é de apenas seis vez. O que torna o país praticamente livre de desigualdade social.

Quando falamos em pobreza, tendemos a imaginar apenas a situação das pessoas nos países mais pobres do mundo. Aqueles em que milhares de pessoas não têm onde morar e nem o que comer. No caso dos países mais ricos, a pobreza é configurada de outra forma. Obviamente, também existem pessoas que não têm condições de ter acesso aos itens básico de sobrevivência, mas é um número muito reduzido.

Pobreza na Suíça

Já na Suíça, o segundo país melhor colocado no ranking do DIH, a pobreza já muda configuração. Segundo dados do Departamento Federal de Estatística, a pobreza no país aumentou de 7,5 para 8,2% da população, entre 2016 e 2017. O relatório mostrou ainda que cerca de 670 mil pessoas são afetadas pela pobreza no país.

Entre as pessoas mais afetadas pela baixa renda, estão as que vivem sozinhas ou em famílias monoparentais. E aquelas com filhos menores de 18 anos. Aqueles sem formação, e que vivem em casas onde ninguém tem emprego fixo. Mesmo com uma economia forte e sólida, o número de pessoas, afetadas pela pobreza na Suíça, tem aumentado significativamente, desde 2014.

Uma outra análise do instituto de estatística revela que o número de pessoas, em situação de pobreza no país, é muito maior do que se supunha. Nos últimos cinco anos, cerca de 12,8% das pessoas são pobres há pelo menos um ano.

Pobreza na Austrália

Fechando o top 3 de lugares mais ricos e desenvolvidos, temos a Austrália. Mesmo com um florescimento econômico muito positivo no país, cerca de 10% dos australianos estão vivendo na pobreza. O estudo, realizado pelo Conselho Australiano dos Serviços Sociais, mostrou que a incidência de pessoas vivendo em situação de pobreza aumentou de 7,6% em 1994, para 9,9%, em 2004. Isso significa que, até 2004, cerca de 2 milhões de australianos tinham renda abaixo da média. Com isso, a Austrália figura em 14° lugar no ranking do nível de pobreza das populações.

Enfim, você já tinha pensando sobre a pobreza nesses lugares? Conta para a gente o que você achou nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

7 animes excelentes dos anos 2000 que você pode ter perdido

Matéria anterior

7 experimentos de arte mais perturbadores de todos os tempos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos