Entretenimento

7 festivais famosos que foram palco de grandes desastres

0

A música tem um poder incrível de conectar as pessoas. Grandes momentos de nossa vida são embalados pelos artistas e bandas que amamos. Uma música que marcou o seu primeiro amor, ou que te faz lembrar de um momento em sua vida que já não volta mais. E assim nasceram os festivais de música. Para celebrar a música e a união entre as pessoas.

Música boa ao vivo, a chance de conhecer novos amigos e uma vida inteira de memórias. Este parece ser o pacote perfeito para um festival. No entanto, nem sempre as coisas acontecem como planejamos e isso pode ser terrível. Pensando nisso, hoje trouxemos para vocês alguns dos festivais que acabaram se tornando um verdadeiro caos. Confira!

1 – Festival Fyre (2017)

O Festival Fyre foi considerado um dos mais luxosos do mundo e foi promovido por modelos, estilistas e diversas outras personalidades. O evento iria ocorrer na ilha Exuma, nas Bahamas. As pessoas pagaram entre 100 a 1200 dólares pelos ingressos, em pacotes que incluíam shows, acomodações de luxo e voos de Miami até o local. Assim que as pessoas começaram a chegar na ilha perceberam que haviam sido enganadas.

Tendas de reciclagem e sanduíches pré-embalados eram as refeições disponíveis. Não havia equipe médica e sequer o sinal de celular e de internet funcionava. Nem mesmo água corrente estava disponível no lugar da festa. O festival posteriormente se tornou tema de um documentário na Netflix chamado Fyre Festival – Fiasco no Caribe. O organizador do festival, Billy McFarland, se declarou culpado e foi condenado a seis anos de prisão.

2 – Woodstock ’99 (1999)


Tentando repetir o sucesso do festival de Woodstock de 1969, o Woodstock ’99, que aconteceu na cidade Roma pertencente ao estado norte americano de Nova Iorque, nos Estados Unidos, não saiu bem como o primeiro. Aparentemente, os organizadores não conseguiram orientar as pessoas para que pudessem levar água o suficiente para o evento e centenas de pessoas passaram mal e foram atendidas por exaustão e desidratação.

A segurança voluntária, quando as coisas começaram a fugir do controle, abandonaram seus postos e deixaram a polícia a mercê de todo o caos. Sem mencionar o problema de superlotação derivado do uso de falsos passaportes para o evento. No final, o espírito de paz e amor do festival não era nem de longe o clima que imperava.

3 – TomorrowWorld (2015)

O TomorrowWorld aconteceu em Chattahoochee Hills, na Géorgia (EUA), em 2015. A chuva transformou tudo em um grande caos, alagando tudo e deixando as pessoas naufragadas em lama. As pessoas enfrentaram diversos problemas para deixar o local do evento. Para muitos, a opção era andar cerca de 8 quilômetros ou pagar um táxi, tarifas até 5 vezes mais altas do que o comum, até a cidade mais próxima. Os organizadores do evento não forneceram nem comida e nem água para as pessoas.

4 – Glastonbury (1990 e 2005)

Um festival tão consagrado como o Glastonbury também já enfrentou seus dias ruins. Em 1990, havia tantas pessoas no lugar, aproximadamente 75 mil expectadores, que o caos se instaurou. Shows foram interrompidos para os resgates dos feridos. Já em 2005, aconteceram novos problemas.

Dessa vez, a área dos acampamentos e até mesmo um pedaço da região onde acontecem os shows foram inundadas. O local onde aconteciam as apresentações acústicas foi atingido por um raio. Os organizadores precisaram desembolsar milhões para um sistema de drenagem antes de outra edição do festival que só ocorreu dois anos depois.

5 – Isle of Wight (2012)

Com nomes poderosos entre as atrações como Pearl Jam, Bruce Springsteen e Tom Petty, o festival Isle of Wight se transformou num verdadeiro desastre. A chuva forte fez com que um mar de lama se instaurasse no local do evento. Algumas pessoas tiveram que dormir em seus carros, enquanto outras firam presas no trânsito por cerca de 15 horas. Um clube de futebol foi aberto pela polícia local para abrigar as pessoas naquela noite.

6 – Bestival (2008)

Naquele ano, o clima ficou bem feio durante o Bestival 2008. Trovões, relâmpagos, ventos fortes e muita chuva tomaram conta do espaço do evento. As tendas das pessoas foram tomadas pela lama e alguns tiveram suas barracas completamente destruídas. A principal atração do festival naquele ano era Amy Winehouse.

Winehouse, que enfrentava sua batalha pessoal contra as drogas e o álcool, só cantou por 30 minutos, e era perceptível que a cantora estava completamente alterada, sendo vaiada pela multidão que aguentou firme as intempéries da mãe natureza para vê-la.

7 – Powder Ridge Rock Festival (1970)

O Power Ridge Rock Festival se tornou conhecido como o maior concerto de rock que nunca aconteceu. Cerca de 50 mil pessoas iriam comparecer ao local do evento, em Middlefield, Connecticut, nos Estados Unidos. Porém, a prefeitura de Middlefield, cerca de um mês antes do festival, rejeitou a autorização para realização do mesmo.

Muitas pessoas não foram comunicadas e em um tempo sem internet, cerca de 30 pessoas chegaram ao local sem saberem que o evento havia sido cancelado. Não havia comida, água e nem música. Muitas pessoas acabaram ficando por lá e fazendo o uso das drogas que haviam levado para o evento. Algumas pessoas só deixaram Powder Ridge alguns dias depois.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Assim poderia ser a voz dos neandertais

Matéria anterior

Mesmo vivendo na rua, garoto adota cachorro e lhe dá muito carinho

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos