7 'freak shows' mais bizarros de todos os tempos

POR Gustavo Camargo    EM História      06/12/17 às 17h03

Um show de aberrações, também conhecido como show de horrores e freak shows, consiste na exibição de indivíduos ou animais que possuem de algum tipo de anomalia relacionada a mutações genéticas, doença ou algum defeito físico. Tais espetáculos aconteciam em circos e carnavais, especialmente entre os anos de 1840 até 1970. De todas as atrações, havia mulheres barbadas, gêmeos xifópagos, alguns casos de gigantismo e nanismo.

O fato é que durante grande período do século 19, muitas das pessoas que nasciam com deficiências físicas eram abandonadas e não tinham grandes esperanças na medicina. Como uma alternativa de vida humilhante, empresários viam nessas pessoas uma oportunidade de lucrar. Bom, nós da Fatos Desconhecidos trouxemos para nossos leitores 7 freak shows mais bizarros de todos os tempos. Confira:

1 - Joseph Merrick - O homem elefante

Joseph Merrick é considerado um dos grandes nomes do freak. Assim como os outros, Joseph era portador de uma doença rara. Nascido em 1862, Joseph Merrick desenvolveu uma doença física que provoca um crescimento anormal em seus ossos. A doença começou com apenas cinco anos de idade em 1884, e foi considerada por muitas pessoas como uma monstruosidade grotesca. Um médico que visitou o circo onde ele se apresentava o encontrou em um estado deplorável e fez acordos para tentar dar uma vida melhor ao rapaz. Merrik morreu com 27 anos, vítima de sufocamento acidental enquanto dormia.

2 - Myrtle Corbin - A mulher de quatro pernas

Josephine Myrtle Corbin nasceu em Lincoln County, no ano de 1868. Ela nasceu como dipygus, o que significa que ela possuía duas pélvis separadas lado a lado no fim da coluna. Ela ainda possuía 2 pernas extras, que eram partes de uma irmã gêmea siamesa que não se separou corretamente. Josephine só conseguia ficar de pé só com as perninhas do meio, mas elas não eram fortes o suficiente para aguentar o peso do corpo. Anos mais tarde ela teria se casado e teve quatro filhas e um filho. Todos normais.

3 - Mademoiselle Gabrielle - A mulher pela metade

Gabrielle nasceu em Basle, na Suíça em 1884. Gabrielle Fuller juntou-se a um circo durante a exposição de Paris em 1900. Mais tarde ela teria sido contratada por Barnum para o Ringling Brothers Circus e fez apresentações no Coney Island"s Dreamland sideshow. Gabrielle tem o corpo perfeitamente formado da cintura para cima.

4 - Mary Ann Bevan - A mulher mais feia do mundo

Mary Ann Bevan nasceu na Inglaterra, em 1874. Ela foi enfermeira em 1903 e se casou como Thomas Bevan. Logo depois do casamento ela começou a demonstrar sinais de acromegalia, um tipo de gigantismo progressivo que causa uma distorção óssea facial, bem como sintomas sinistros como dores de cabeça fortíssimas, dor muscular e perda de acuidade visual.

5 - Martin Laurello - O homem elástico

Martin Laurello nasceu em Emmerling, na Alemenha, em 1886. Quando tinha apenas 20 anos, começou a exibir dotes performáticos. Se mudou para a américa em 1921 e trabalhou para Barnum e seu circo. Ele também trabalhou para Dick Best"s Royal American Shows e posteriormente, em 1945 apareceu em programas como o show do Ripley´s.

6 - Madame Clofullia - A lady barbada

O nome real de Clofullia era Josephine Boisdechene. Ela nasceu com bastante pelos e aos oitos anos já tinha um barba considerável. Com 14 ela começou a viajar pela Europa demonstrando sua aparência. Em Paris ela conheceu o pintor Fortune Clofullia e casou-se com ele. Ela ganhou uma fama extra quando fez sua barba em uma imitação da barba de Napoleão III. Como agradecimento, Napoleão lhe deu um grande diamante.

7 - Ella Harper - A mulher camelo

freak shows

Não se sabe muito de Ella Harper. Acredita-se que ela nasceu em Hendersonville, em 1873. Ella tinha uma má formação ortopédica que causou uma condição curiosa. Suas pernas dobravam-se para trás como de uma ave. Esta condição física de Ella é raríssima e muito pouco conhecida. Seu nome é congenital genu recurvatum - também conhecida como "deformidade do joelho para trás". Ela preferia andar de quatro e por isso ganhou o bizarro apelido de "mulher camelo".

E aí, o que acharam da matéria? Os freak shows eram bem bizarros, não é mesmo? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Gustavo Camargo
A verdade é que eu queria ser astronauta, mas na minha cidade ainda não tem a escolinha. Instagram: gustavoloopi

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+